ALAGOAS

Renan Filho apresenta projetos de contenção de enchentes a ministro da Integração Nacional

Projetos apresentados pelo governador Renan Filho visa a contenção de enchentes nas bacias dos rios Mundaú e Paraíba e a prevenção de deslizamentos de encostas em Maceió
Texto de Severino Carvalho

O governador Renan Filho apresentou ao ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, nesta quarta-feira (7), em Brasília (DF), os projetos para contenção de enchentes nas bacias dos rios Mundaú e Paraíba e de prevenção de deslizamentos de encostas em Maceió. De acordo com o governador, o ministro sinalizou positivamente e disse que, nos próximos dias, apresentará o caminho para disponibilizar os recursos destinados às obras.

 

“São obras de alto custo, estruturantes, que o Governo do Estado e as prefeituras sozinhas não conseguiriam fazê-las, mas, com o apoio do governo federal, conseguiremos. Essas obras são importantes para solucionar definitivamente um problema recorrente em Alagoas, que são tragédias anunciadas: enchentes que ocorrem de tempos em tempos e os deslizamentos de encostas na capital, onde vivem cerca de 250 mil pessoas”, disse o governador.

 

 

Entre os planos de ações traçados pelo Governo de Alagoas para prevenir novas tragédias está a implantação de barragens reguladoras em quatro pontos crônicos nos municípios de Quebrangulo, Viçosa, Capela e São José da Laje.

 

Embora seja implantado nessas quatro localidades, o projeto, elaborado pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), também beneficiará as populações de Santana do Mundaú, União dos Palmares, Branquinha, Murici, Rio Largo, Atalaia, Cajueiro, Paulo Jacinto e Palmeira dos Índios.

 

A ação vai resguardar, ainda, as cidades situadas às margens do estuário lagunar, como Pilar e Marechal Deodoro. A ideia do projeto é minimizar os impactos das enxurradas provocadas pelas fortes chuvas na região Norte do Estado, da divisa com Pernambuco até a zona metropolitana, controlando a passagem da água dos rios.

 

De acordo com a proposta, as intervenções devem ocorrer no riacho do Bálsamo (Quebrangulo) e nos rios Caçamba (Viçosa), Paraibinha (Capela) e Canhoto (entre São José da Laje e União dos Palmares).

 

Juntas, as quatro barragens estão orçadas em R$ 1,3 bilhão e, depois de concluídas, permitirão a implantação de projetos de irrigação e abastecimento humano e animal, a partir do excedente de água acumulado em seus sistemas.

 

Recuperação de escolas

 

Nesta quinta-feira (8), o governador Renan Filho recebe o ministro da Educação, Mendonça Filho, às 15h, no Palácio República dos Palmares, em Maceió. O ministro assinará o ato de liberação de recursos para a recuperação emergencial das escolas atingidas pelas chuvas no Estado.

Artigos relacionados
ALAGOAS

Severino Pessoa volta a se reunir com ministro da Cidadania em busca de recursos para AL

O deputado federal Severino Pessoa (Republicanos/AL) voltou a se reunir com o ministro da Cidadania, João Roma Neto, a quem…
ALAGOAS

Destino Alagoas é destaque no concurso nacional Beleza Plus Curvy Models Brasil

O destino Alagoas é destaque em um dos maiores concursos de beleza nacional, o Miss Pluss Models Brasil, que vai…
ALAGOAS

IGPS: alunos da rede municipal de Piranhas são beneficiados com exames oftalmológicos

Os alunos das escolas municipais Antônio Brandão e Luiz Tertuliano em Piranhas serão beneficiados com mais uma ação social do…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :