Notícias

Alagoas é pioneiro na tradução de Libras em videoconferência da Justiça

Iniciativa fortalece e fomenta os direitos fundamentais das pessoas com deficiência(Fotos: Ascom/Semudh)
Texto de Luciana Beder e Tácila Clímaco

As Secretarias de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh) e da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) assinaram segunda-feira (20), o termo de cooperação para implantação da tradução em Língua Brasileira de Sinais (Libras) no sistema de videoconferência da Justiça, em Alagoas.

 

O sistema de videoconferência será utilizado durante audiências da Justiça Estadual de Alagoas, para detentos e apenados surdos e/ou pessoa com deficiência, que se encontrem sob a responsabilidade da Seris. O Estado é pioneiro na tradução de Libras neste sistema para surdos.

 

O termo fortalece e fomenta os direitos fundamentais das pessoas com deficiência, assegurados na Constituição, na Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência da Organização das Nações Unidas (CDPD-ONU) e em seu Protocolo Facultativo, bem como nos termos da Legislação em vigor.

 

Faz parte das atribuições da Semudh a disponibilização de intérpretes de Libras devidamente qualificados para a realização da tradução. É competência da Seris a viabilização da infraestrutura necessária à realização das videoconferências.

 

“A tradução em Libras na sala de videoconferência promove os direitos humanos e a inclusão das pessoas com deficiência, assegurando a comunicação entre o surdo e a Justiça, por meio da Central de Interpretação de Libras (CIL)”, afirmou a secretária de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos, Claudia Simões.

 

Conforme os resultados do Censo 2010, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil possui 45,6 milhões de pessoas com alguma deficiência, o que representa 23,91% da população, sendo que 26,6% das pessoas com deficiência estão no Nordeste.

 

Em Alagoas, esse número é de 27,5% da população, ou seja, um percentual bem maior que a media nacional e também regional. De toda a população alagoana, aproximadamente 6% possui algum tipo de deficiência auditiva.

Artigos relacionados
Notícias

Cartilha dá dicas para turistas em viagens de carro

Os ministérios da Justiça e do Turismo lançaram uma cartilha que pretende ajudar os turistas, enquanto consumidores, que fazem uso…
Notícias

Seminário discute Corredor Bioceânico para integração da América do Sul

Um encontro iniciado, ontem, em Campo Grande (MS), com representantes do Paraguai, Argentina, Chile e Brasil discutirá a “Integração dos…
Notícias

Recife: Secretaria de Turismo inova com exibição de miniwebsérie e inclusão

Uma forma divertida de encantar os moradores do Recife e atrair a atenção dos turistas foi o mote que impulsionou…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.




Enter Captcha Here :