Notícias

Ambulatório 24 horas João Fireman oferece serviços especializados

Ambulatório presta uma assistência intermediária entre os serviços oferecidos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e a média e alta complexidade
Texto de João Victor Barroso

Localizado em um dos bairros mais populosos de Maceió, o Ambulatório 24 Horas João Fireman, no Jacintinho, é referência no atendimento de urgência. Mantida pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), a unidade realiza uma média de 400 atendimentos diários e atende desde casos clínicos, até especialidades como Pediatria, Odontologia e Psicologia.

 

O Ambulatório presta uma assistência intermediária entre os serviços oferecidos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e a média e alta complexidade. Com isso, só devem buscar atendimento no Hospital Geral do Estado (HGE) usuários que necessitem de atendimento na área de urgência e emergência.

 

 

De acordo com Kelita Cortez, coordenadora administrativa do Ambulatório João Fireman, a unidade é porta aberta e está preparada para atender todos os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

“Os pacientes podem nos procurar quando tiverem sentindo dores de cabeça, vômitos, diarreia, casos de gripe, ou quando sofrerem pequenos cortes e necessitarem de pequenas suturas, troca de sondas ou necessitarem estabilizar crises de asma, diabetes e convulsões”, afirmou.

 

Ainda de acordo com a coordenadora administrativa da unidade, nas situações mais graves, quando há necessidade de internação, a equipe multidisciplinar estabiliza e encaminha o paciente para o HGE. Já no caso de crianças, a transferência ocorre para a Clínica Infantil Dayse Breda, especialista nos casos pediátricos.

 

Atendimentos

 

O atendente de telemarketing, Alexandre Lins, 19 anos, morador do bairro do Jacitinho, precisou dos serviços da unidade de saúde e, segundo o jovem, sempre é bem atendido quando ele precisa. “Estava sentindo muita dor de cabeça e com dificuldade para respirar, então o médico passou uma medicação e pediu para ficar em observação e depois me liberou para ir para casa”, relatou.

 

 

O auxiliar de caixa, Ademir dos Santos, 24 anos, que também é morador do bairro, procurou os serviços da unidade por estar com dores no corpo e com a garganta inflamada. “Sempre que venho aqui sou bem atendido”, contou.

Artigos relacionados
Notícias

Abertas as inscrições do curso em autismo e inclusão para profissionais de turismo

O Ministério do Turismo abriu inscrições para a 2ª edição do curso gratuito “Autismo, Acessibilidade e Inclusão”, realizado em parceria…
Notícias

Destinos de natureza brasileiros têm recorde de visitação em 2021

Após um ano de retomada gradual das atividades turísticas, alguns destinos de natureza do país registraram recorde de visitação em…
Notícias

Pesquisa mostra que população é favorável ao "passaporte de vacinação.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha e divulgada nesta segunda-feira (17) aponta que 81% dos entrevistados são a favor da…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :