Notícias

Medicamentos fitoterápicos serão fabricados no Polo Agroalimentar de Arapiraca

No laboratório de físico-química, os membros do projeto poderão fabricar os medicamentos que serão disponibilizados para a comunidade, inclusive para o SUS
Texto de Clau Soares

O Polo Tecnológico Agroalimentar de Arapiraca da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal) é o novo parceiro do projeto “Saúde que Vem da Terra” do Centro de Apoio às Escolas do Campo Adalberto Saturnino de Almeida, no povoado Batingas, com atuação desde 1996 e coordenado pela professora da rede municipal de ensino de Arapiraca, Edinalva Pinheiro, com a colaboração da técnica aposentada da Emater, Maria Morais Miranda.

 

Os trabalhos da parceria foram iniciados nesta terça-feira (8), no laboratório de físico-química do Polo, com uma palestra acerca dos princípios da farmácia viva, ministrada pela professora Natália Velasquez.

 

A professora Edinalva Pinheiro destacou a relevância do apoio do Polo para a continuidade do projeto que fornece medicamentos fitoterápicos, produzidos a partir de plantas medicinais cultivadas nas escolas incluídas no projeto, para a comunidade onde está inserida e ainda para visitantes – uma vez que a iniciativa é conhecida em todo o País, tendo ganhado 14 prêmios locais e nacionais. “Esta parceria (com o Polo) está abrindo as portas”, enfatizou.

 

No laboratório de físico-química, cuja coordenação é da professora da Uneal Janesmar Cavalcanti, os membros do projeto poderão fabricar, seguindo as boas práticas legais, os medicamentos que serão disponibilizados para a comunidade, inclusive para o SUS. Todo o trabalho será acompanhado pelos farmacêuticos Fernando Pimentel e Cristiane Barros.

A equipe do “Saúde que Vem da Terra” vai utilizar a estrutura do Polo Agroalimentar por três dias, na semana. Estudantes do curso de Ciências Biológicas, bolsistas, também poderão acompanhar o trabalho.

 

A coordenadora acadêmica do Polo, professora Esmeralda Lopes, informou que a iniciativa faz parte do “Pesquisa-Ação”, programa de extensão tecnológica do Polo Agroalimentar, que visa atrair iniciativas que contribuam para o desenvolvimento da ciência direcionada às comunidades.

 

Segundo a coordenadora administrativa, professora Kátia Santos Bezerra, uma das missões do Polo é atender o pequeno agricultor e a comunidade em geral. “O polo Agroalimentar está aberto às demais instituições de ensino, pesquisa e extensão, para firmar parcerias. O projeto “Saúde que vem da terra”, da professora Edinalva Pinheiro, será uma grande contribuição para a nossa população, em especial às comunidades carentes, e ainda para incentivar futuras pesquisas na Uneal”, frisou.

 

O reitor da Uneal Jairo José Campos da Costa enfatizou a importância social da parceria. “Parcerias como estas demonstram o verdadeiro potencial do Polo. Medicamentos naturais, produzidos em nossos laboratórios do Polo Agroalimentar de Arapiraca, poderão chegar ainda mais à população, com a certeza da qualidade e propriedades fitoterápicas. Parabéns a todos os envolvidos.

Artigos relacionados
Notícias

Abertas as inscrições do curso em autismo e inclusão para profissionais de turismo

O Ministério do Turismo abriu inscrições para a 2ª edição do curso gratuito “Autismo, Acessibilidade e Inclusão”, realizado em parceria…
Notícias

Destinos de natureza brasileiros têm recorde de visitação em 2021

Após um ano de retomada gradual das atividades turísticas, alguns destinos de natureza do país registraram recorde de visitação em…
Notícias

Pesquisa mostra que população é favorável ao "passaporte de vacinação.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha e divulgada nesta segunda-feira (17) aponta que 81% dos entrevistados são a favor da…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :