ALAGOAS

Governador autoriza obra do 1º Centro de Telepresença do sistema prisional do país

Texto de Mayara Wasty

Nesta segunda-feira (28), o Governo de Alagoas dará mais um passo importante para promover a justiça e dignidade no cárcere. Em parceria com o Poder Judiciário, o Estado assinará a Ordem de Serviço (OS) para a construção do 1º Centro de Telepresença do país.

A solenidade da ação em parceira entre Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) com o Tribunal de Justiça de Alagoas terá início às 9 horas, no Complexo Penitenciário, com a presença do governador Renan Filho.

Com a criação do Centro, Alagoas ingressará em uma nova fase de gestão prisional com modernidade e celeridade processual. O prédio será construído com recursos próprios do Estado e contará com seis salas para audiências, que comportarão de 5 a 12 pessoas, simultaneamente.

O investimento vai possibilitar a realização de até 48 audiências por dia, apenas em Maceió. As salas serão equipadas com painéis acústicos, microfones, câmeras e TVs para garantir a qualidade das audiências.

Para os agentes penitenciários, a iniciativa representará mais segurança na execução dos trabalhos, sobretudo, operacionais, além de economia para o Governo do Estado. Atualmente, o sistema prisional conta sete salas para realização de audiências telepresenciais, sendo quatro em Complexo Penitenciário e três no Presídio do Agreste.

Para o secretário de Ressocialização e Inclusão Social, coronel Marcos Sérgio de Freitas, a OS reafirmará o ingresso do sistema prisional alagoano em um ambiente tecnológico que fortalecerá a justiça.

“Em uma visão de futuro, propiciando mais segurança aos servidores penitenciários e operadores do direito, o Governo do Estado assinará, de forma inédita, a Ordem de Serviço para construção do Centro de Telepresença. A iniciativa reafirmará a posição do sistema prisional de Alagoas: um dos mais organizados e desenvolvidos no país”, disse.

Além das salas para audiências, o prédio contará com recepção, setor administrativo, parlatório, área de serviço, copa, uma entrada específica para a escolta dos reeducando, além de oito celas para que os reeducandos aguardem as audiências telepresenciais em segurança.

Artigos relacionados
ALAGOAS

Visita técnica inicia trabalho colaborativo para requalificação da Serra da Barriga em União dos Palmares

Uma equipe representando diversos órgãos do Governo Federal, Governo de Alagoas, Prefeitura Municipal e Universidade Federal de Alagoas (Ufal) deu…
ALAGOAS

Crédito do Trabalhador: um ano de conquistas para os microempresários do turismo alagoano

Uma das principais atividades econômicas do estado, sinônimo de transformação social através da geração de emprego e renda, o turismo…
ALAGOAS

Capital alagoana é o segundo destino nacional mais buscado para as férias de julho

O Destino Alagoas segue na preferência dos viajantes brasileiros. Em pesquisa divulgada pela Decolar, agência de viagens líder da América…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :