Geral

CONORTE E O FIM DOS LIXÕES

CONORTE E O FIM DOS LIXÕES

Os municípios do Litoral Norte associados ao0 Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos do Norte (Conorte) deverão ainda este ano encerrar seus lixões. Para isso acontecer, o prefeito David Pedrosa (PMDB), presidente do Conorte, já está providenciando a escolha de uma área para instalação da estação de transbordo dos municípios consorciados. A área fica em Porto Calvo, já que o município está equidistante dos outros. A estação de transbordo é um local devidamente preparado para transferência dos resíduos recolhidos pela coleta nos municípios consorciados nas carretas que levarão o lixo para a Central de Tratamento de Resíduos (CTR), localizada no Pilar. De acordo com o presidente do Conorte, David Pedrosa, essa ação vai possibilitar o cumprimento do decreto presidencial 12.305/10, que determinou o encerramento dos lixões em agosto de 2014. Ainda segundo o presidente do Conorte, a instalação da estação de transbordo foi a forma mais econômica de cumprir a lei, já que, para criar um aterro sanitário, seria muito mais caro e teria um custo aproximado de R$ 20 milhões, além de levar cerca de três a quatro anos para funcionar, depois de cumprir todo o trâmite burocrático para obter o licenciamento ambiental. David Pedrosa disse ainda que analisou todas as alternativas para encerrar o lixão de sua cidade e destinar de acordo com a legislação ambiental os resíduos e discutiu com os consorciado. Segundo ele, depois de fazer as contas “na ponta do lápis”, fica mais barato e rápido instalar uma estação de transbordo e transportar os resíduos para a CTR no Pilar.

ATERROS CERTIFICADOS

Em Alagoas existem quatro locais certificados para operar como aterro sanitário: em Maceió, no Pilar, no Agreste, em Arapiraca, e no Sertão, em Olho d’Água das Flores. O decreto presidencial 12.305/10 determinou o encerramento de todos os lixões no Brasil. De agosto de 2014 até hoje, pouco mais de 30% dos municípios brasileiros estão cumprindo a Lei Federal, embora mais de 50% já foram notificados.

TEOTÔNIO VILELA

O meio ambiente venceu mais uma batalha e a lei está sendo cumprida em Teotônio Vilela. Graças à juíza Lívia Maria Mato de Melo Lima e ao promotor de Justiça Ramon Formiga, o enorme lixão do município terá que ser encerrado em 30 dias, sob pena de multa de R$ 20 mil para o município e

de R$ 5 mil para o prefeito Joãozinho Pereira, que não vinha cumprindo o decreto federal 12.305/10.

TEOTÔNIO VILELA 2

O lixão em Teotônio Vilela, além de ser um crime ambiental, é um local de focos de doenças e a manutenção de uma situação sub-humana de várias famílias submetidas à miserabilidade e à degradação da existência do cidadão, que

busca na coleta insalubre do lixo a sua sobrevivência. Uma situação que começa a mudar na maioria dos municípios alagoanos graças à Justiça, que tem agido firme no cumprimento da lei.

JOVEM PROMOTOR

O MP, através do jovem promotor Ramon Formiga, não poupou esforços e se debruçou sobre a problemática, fazendo uma análise profunda dos custos do transporte dos resíduos produzidos pela população de Teotônio Vilela, e certificou-se, através de dados incontestáveis, que o município tinha condições orçamentárias para realizar o transporte do lixo para o local certificado ambientalmente.

Coluna completa nas bancas ou no formato digital

Artigos relacionados
CotidianoGeral

Câmara aprova requerimento de Thiago ML que pede reabertura da feira de gado em Arapiraca

Durante a primeira sessão da Câmara Municipal de Arapiraca, após o recesso parlamentar, o presidente Thiago ML apresentou requerimento solicitando…
Geral

Selo Turismo Responsável ajuda a posicionar destinos brasileiros como seguros

adoção de medidas de biossegurança nos empreendimentos e destinos turísticos se tornaram imprescindíveis diante da pandemia de Covid-19. Disponibilização de…
DestaquesGeral

Convocação: Encontro de secretários de turismo em Brasília

Os secretário de turismo do Brasil estão sendo convocados pela Associação Nacional de Secretários e Dirigentes de Turismo (Anseditur) para…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :