Geral

LIXÃO: PRAZO FINAL É DEZEMBRO

Foto Pedro Kirilos / Agencia O Globo

LIXÃO: PRAZO FINAL É DEZEMBRO

Em Alagoas, ainda existem 66 municípios com lixões abertos, descumprindo o decreto federal 12.305/10, que determinou o encerramento desses lugares desde agosto de 2014. O decreto é de 2010, ou seja, 7 anos, e os gestores tiveram ainda quatro anos de prazo para providenciar o encerramento dos lixões, mas preferiram investir em uma Medida Provisória (MP) para prorrogar o prazo para 2020. Porém, esse crime ambiental não logrou êxito, e os atuais prefeitos terão de encerrar os lixões o mais rápido possível, sob pena de pesadas multas e até de prisão, como prevê a legislação ambiental. Vale lembrar que alguns dos gestores que aí estão foram reeleitos e já sabiam dessa determinação, fato que agrava sua situação perante a Justiça. A reunião agendada para a próxima segunda-feira, 30, na sede da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), com a presença do Procurador Geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, linha dura do MP, dever ser um momento para se estabelecer um prazo (extra lei) para que os prefeitos encerrem definitivamente os famigerados lixões. Mas quem acha que a visita do procurador será uma “um jeitinho” para continuar fora da lei está enganado. O procurador Alfredo Gaspar não comunga com esse tipo de prática e está mais para a linha do Juiz Sérgio Moro do que para do ministro Gilmar Mendes. “Dura Lex, Sed Lex”, traduzindo do latim para o português: A lei é dura, mas é Lei. Cumpra-se.

SERTÃO

Os municípios do Alto Sertão já deveriam de resolvido o problema da destinação dos resíduos com a instalação de estações de transbordo, mas os gestores preferiram acompanhar a orientação errada de “vendedores de sonhos” e abraçaram projetos mirabolantes, que vão desde incineradores de lixões, até a construção de aterros sanitários sem licenciamento ambiental.

ZONA DA MATA

Na região da Zona da Mata, nos Vales do Mundaú e Paraíba, somente os municípios do Pilar, Mar Vermelho e Rio Largo encerraram os lixões. Os restantes dos municípios continuam descumprindo a lei federal e os prefeitos estão todos passíveis de serem autuados, mesmo tendo conhecimento das penalidades previstas.

ARAPIRACA

A Câmara Municipal de Arapiraca vai ganhar um novo prédio depois de funcionar 26 anos na Av. Rio Branco, centro da capital alagoana do Agreste. O prédio será transferida em definitivo para o prédio da Escola de Governo de Arapiraca, no bairro Santa Edwirges. A informação foi confirmada aos vereadores pelo prefeito Rogério Teófilo.

ARAPIRACA 2

Desde que assumiu a presidência da Câmara de Arapiraca, ter uma nova sede era um dos objetivos da atual gestão, que tem à frente a vereadora professora Graça Lisboa. Com o apoio do Executivo, a presidente tem a oportunidade de realizar a reforma do prédio antigo, cujos recursos agora serão utilizados na readequação das futuras instalações.

POR MOZART LUNA

Coluna completa nas bancas ou no formato digital

Artigos relacionados
Geral

Operadores e Agentes de Viagens da Espanha e Portugal discutem os desafios do turismo na retomada

A III Reunião da aliança ibérica criada pelas associações de agências de viagens de Espanha e Portugal, CEAV e APAVT,…
CotidianoGeral

Câmara aprova requerimento de Thiago ML que pede reabertura da feira de gado em Arapiraca

Durante a primeira sessão da Câmara Municipal de Arapiraca, após o recesso parlamentar, o presidente Thiago ML apresentou requerimento solicitando…
Geral

Selo Turismo Responsável ajuda a posicionar destinos brasileiros como seguros

adoção de medidas de biossegurança nos empreendimentos e destinos turísticos se tornaram imprescindíveis diante da pandemia de Covid-19. Disponibilização de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :