Notícias

Serviço de Transporte Sanitário assegura a transferência de 3.741 pacientes

Transferência é realizada com uma ambulância padronizada, que segue os padrões exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Texto de Fabiano Di Pace

Para assegurar a assistência e a utilização adequada dos leitos de retaguarda, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) promove a regulação e transporte de pacientes do Hospital Geral do Estado (HGE) para leitos de retaguarda. Em 2017 foram 3.741 transferências realizadas, com uma média de 311 deslocamentos por mês.

 

A transferência é realizada com uma ambulância padronizada, que segue os padrões exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Durante o trajeto, o paciente é acompanhado por um condutor socorrista e um técnico de enfermagem.

 

Segundo a gerente de regulação da Sesau, Sandra Canuto, a transferência é feita de acordo com a avaliação dos médicos do HGE. Para isso, eles solicitam o deslocamento do paciente e entram em contato com a unidade para assegurar a vaga. “Após a solicitação e agendamento da vaga, a Sesau aciona o Serviço de Transporte Sanitário para realizar o translado de forma seguir”, explicou.

Daniel Seco, técnico do Serviço de Transporte Sanitário (Foto: Carla Cleto)

O operador do sistema de regulação, Daniel Secco, ressaltou que existem leitos de retaguarda em diversos hospitais da capital alagoana, a exemplo do Sanatório, Açúcar, Deisy Breda, Hélvio Auto, Nossa Senhora de Fátima e Santa Casa. “São parcerias importantes que asseguram um atendimento mais acessível a todos e diminuem o grande fluxo de pacientes no HGE, que é o maior hospital público do Estado”, destacou Daniel Seco.

 

O operador ressaltou que em casos mais graves a transferência é feita com o apoio de uma Unidade de Suporte Avançado (USA) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). “A ficha do paciente é abrangente e explica o quadro do paciente. O transporte é acionado de acordo com a situação em que se encontra o indivíduo”, salientou Daniel Seco.

 

Segundo o diretor do Hospital do Sanatório, Júlio Bandeira, a unidade recebe cerca de 150 transferências e mantém leitos reservados para receber os pacientes do HGE. “Estamos aptos a atender a diversas especialidades, a exemplo de neuroclínica, cirurgia geral, pneumologia e cirurgia vascular. A parceria entre o Estado e instituições privadas é importante para assegurar a população uma assistência cada vez mais qualificada e acessível”, ressaltou o diretor.

Joseilda dos Santos, usuária do Transporte Sanitário Hospital Sanatório (Foto: Thiago Henrique)

A jovem Joseilda dos Santos foi transferida do HGE para o Sanatório e revela que foi muito bem assistida durante o processo de mudança de hospitais. “A equipe foi atenciosa e realizou o translado com técnica e atenção”, declarou.

 

Já o aposentado João Alves, 67 anos, que foi vítima de um acidente em um transporte coletivo, elogiou a equipe que fez o transporte, além da equipe profissional do HGE e Sanatório. “Fui muito bem tratado por todos, passei por um procedimento cirúrgico e estou me recuperando bem, graças a Deus”, reforçou.

Artigos relacionados
Notícias

Cartilha dá dicas para turistas em viagens de carro

Os ministérios da Justiça e do Turismo lançaram uma cartilha que pretende ajudar os turistas, enquanto consumidores, que fazem uso…
Notícias

Seminário discute Corredor Bioceânico para integração da América do Sul

Um encontro iniciado, ontem, em Campo Grande (MS), com representantes do Paraguai, Argentina, Chile e Brasil discutirá a “Integração dos…
Notícias

Recife: Secretaria de Turismo inova com exibição de miniwebsérie e inclusão

Uma forma divertida de encantar os moradores do Recife e atrair a atenção dos turistas foi o mote que impulsionou…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.




Enter Captcha Here :