Notícias

Medalhistas de ouro na OBFEP, alunos do Colégio Tiradentes treinam para etapa internacional

Carlos Pedro, João Carlos e José Carlos vão representar Alagoas e o Brasil na etapa internacional da Olimpíada
Texto de Regina Carvalho

Depois de vencerem a concorrência nacional da edição de 2017 da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP), os alunos da 1ª série do ensino médio do Colégio Tiradentes – unidade Maceió, Carlos Pedro, João Carlos e José Carlos, orientados pelo professor José Cícero Santos, buscam novas conquistas.

 

A convite do coordenador estadual da Olimpíada, professor Doutor Kleber Serra da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), o foco agora é representar o Brasil na Olimpíada Internacional de Física a ser realizada em 2020.

 

O Colégio da Polícia Militar Tiradentes (CPM) – unidade Maceió foi destaque entre os concorrentes alagoanos na OBFEP e responsável pela metade das medalhas conquistadas por Alagoas no certame – das quatro de ouro, três foram de alunos do CPM.

 

E, pela primeira vez no histórico da competição, a rede pública estadual desponta como medalhista de ouro no cenário nacional. Por isto, com base nas médias alcançadas, o trio medalhista de ouro segue forte em sua rotina de estudos no contraturno.

 

A divulgação dos medalhistas em âmbito nacional e a visita do Prof. Dr Kleber Serra ao CPM estimulou a procura por parte do alunado de participar dos intensivos de Física realizados na instituição de ensino.

 

Quando questionados sobre o segredo de ser um medalhista, os Carlos – que além do nome tem em comum o amor à matéria, revelam que é preciso dedicação e disciplina para aproveitar ao máximo os estudos dirigidos sob orientação dos professores.

 

Para o professor José Cícero, titular da disciplina de Física do CPM, o potencial dos alunos que conseguiram média nacional pra seleção da olimpíada internacional é reflexo da disciplina adotada pelo colégio militar.

 

“Nós trabalhamos diferente no Colégio Tiradentes, por conta da disciplina militar. Aqui o aluno é conscientizado de sua responsabilidade para o sucesso do aprendizado. O trabalho fica mais dinâmico; professor e aluno têm o mesmo foco, mas cada um trabalha conforme sua esfera de atuação. Somados ao apoio da direção do CPM, temos o Prof. Dr. Kleber, que, voluntariamente, irá nos ajudar no aperfeiçoamento de nossos competidores. Certamente, os resultados serão ainda mais positivos”, enfatiza o professor.

Artigos relacionados
Notícias

Abertas as inscrições do curso em autismo e inclusão para profissionais de turismo

O Ministério do Turismo abriu inscrições para a 2ª edição do curso gratuito “Autismo, Acessibilidade e Inclusão”, realizado em parceria…
Notícias

Destinos de natureza brasileiros têm recorde de visitação em 2021

Após um ano de retomada gradual das atividades turísticas, alguns destinos de natureza do país registraram recorde de visitação em…
Notícias

Pesquisa mostra que população é favorável ao "passaporte de vacinação.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha e divulgada nesta segunda-feira (17) aponta que 81% dos entrevistados são a favor da…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :