Notícias

Adufal consegue liminar mantendo desconto sindical em folha de servidores

Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas (Adufal) conseguiu uma liminar em tutela de urgência determinando que a Ufal mantenha o desconto em folha de pagamento das contribuições sindicais pelos/as servidores/as filiados/as. A decisão foi proferida na última quinta-feira, 21 de março, pelo juiz federal da 13ª Vara de Alagoas, Raimundo Alves de Campos Jr.

A ação ajuizada pela Adufal também pedia a suspensão dos efeitos da Medida Provisória (MP) nº 873/2019, que altera as regras para a arrecadação da sindicalização voluntária dos/as trabalhadores/as sindicalizados/as, representando um grande risco à classe trabalhadora e à funcionalidade das entidades, mas esse pedido não foi deferido.

No texto, a entidade relata que a MP do governo Bolsonaro tem o intuito de restringir e dificultar a arrecadação de contribuições às entidades sindicais, e que “a proposta da MP 873/2019 lhe gerará duplo prejuízo, na medida em que importará na perda de receita (pelo não recolhimento das contribuições) e no aumento de despesas com os boletos bancários, o que comprometerá a manutenção da instituição”.

Em sua decisão, o magistrado reconheceu o risco que a Medida representa. “(…) considerando a súbita edição da Medida Provisória, sem a definição de qualquer prazo para que as entidades sindicais possam se organizar e adaptar à nova forma de cobrança, é certo que a ausência de repasse da sua principal fonte de custeio ocasionará à demandante enorme prejuízo, pois ficará impedida de adimplir suas despesas ordinárias (inclusive folha de salários de seus próprios funcionários) ameaçando a continuidade de suas atividades, condição que autoriza do deferimento da medida”, disse o juiz.

O presidente da Adufal, Jailton de Souza Lira, asseverou a importância dessa liminar para a funcionalidade da entidade.

“Está explicita a intenção do governo Bolsonaro com essa MP, que é de fazer com que as entidades percam força na luta pelos direitos dos trabalhadores, percam força no enfrentamento e combate às decisões do governo. Não nos deixaremos enfraquecer perante os constantes ataques desse governo, e não deixaremos de lutar em defesa dos direitos dos trabalhadores”, afirmou o professor Jailton Lira.

Artigos relacionados
Notícias

Agendamento online para passaportes está indisponível temporariamente

A Polícia Federal (PF) informou, ontem, 18, em Brasília, que está temporariamente indisponível o serviço de agendamento de emissão de…
Notícias

EasyJet para com os voos com destino a Israel até outubro

A easyJet suspendeu os voos para Telavive (Israel) durante os próximos seis meses na sequência do recente ataque com mísseis…
Notícias

Hoteleiros questionam aumento da taxa turística em Lisboa

Em nota de imprensa, a AHP afirma que reuniu a 4 de abril com o presidente da Câmara Municipal de…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :