ALAGOAS

Alagoas registra queda de 2,7% na taxa de desocupação

Texto de Ascom Sedetur

Enquanto a taxa de desocupação no Brasil desponta com um índice de 12% no segundo trimestre de 2019, Alagoas registrou uma queda de 2,7% no número de pessoas sem trabalho e que tomaram ou não alguma providência efetiva para consegui-lo, no comparativo do segundo semestre de 2019 e 2018, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Com participação ativa nesta conquista, o programa de Desenvolvimento Integrado (Prodesin), do Governo do Estado, foi responsável pela ampliação dos investimentos público-privados e pela geração de cerca de 35 mil empregos diretos e indiretos nos últimos quatro anos.

Modernizadas e estruturadas, as políticas de incentivos fiscal e locacional conduzidas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) têm reflexo direto no aquecimento da economia e criação de novos postos de trabalho para a população. O programa funciona em sistema de contrapartidas: o Estado desonera o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e concede benefícios locacionais para as empresas que, ao se instalarem na região, injetam novos investimentos – que já somam R$ 3 bilhões desde 2015 –e, sobretudo, geram empregos para os alagoanos.

“Alagoas hoje é um dos estados do Brasil que mais investe com recursos próprios a partir da sua receita corrente líquida – mais do que o Rio de Janeiro, Minas Gerais e o Rio Grande do Sul investem, por exemplo. Nosso trabalho é atrair investimento privado para complementar o investimento público, para que a gente mantenha um nível sustentável de investimento em Alagoas por alguns anos, transformando a realidade econômica e social do nosso estado”, ressalta o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito.

A pesquisa do IBGE aponta, ainda, que Alagoas apresentou queda na mesma taxa de desocupação no período que engloba o primeiro e o segundo trimestre de 2019, desta vez redução de 1,4%. Ao lado de AL, apenas outros nove estados da federação também registraram redução no índice: Acre, Amapá, Rondônia, Amazonas, Maranhão, Minas Gerais, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo.

Artigos relacionados
ALAGOAS

10º B2Meet FRT: Alagoas receberá em agosto evento para mais de 400 profissionais do turismo

Mais de 400 profissionais do turismo de todo o Brasil são esperados para a 10ª edição do B2Meet FRT. O…
ALAGOAS

Emprego na indústria de Alagoas avança 5,04% em 2023

O emprego no setor industrial de Alagoas encerrou o ano de 2023 com um crescimento de 5,04%, na comparação com…
ALAGOAS

Projetos científicos de estudantes de Alagoas são finalistas na maior Feira de Inovação do Brasil

Cinco projetos científicos de alunos do ensino médio de Alagoas foram selecionados como finalistas para a maior feira de inovação…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :