GeralNotícias

Equatorial com fins lucrativos

 

FPM DINHEIROAs reclamações dos consumidores sobre a distribuidora de energia elétrica Equatorial em Alagoas, proliferam por todos municípios, numa dimensão que já ultrapassa as denuncias contra a Companhia de Saneamento de Alagoas, (Casal). Incrível é que até um movimento nas redes sociais foi criado para colher assinaturas, para tentar retirar da empresa a competência do serviço em Alagoas. O principal motivo são os cortes de energia, dos consumidores que estão em atraso e também de corte de quem já pagou. A mudança na administração das contas, é consequência de que agora é uma empresa privada, com fins lucrativos e não mais uma empresa com capital público, onde sempre existe aquele jeitinho brasileiro. Em vários municípios, a intervenção de políticos no corte de energia era uma prática comum. Bastava um vereador ligar para o servidor da antiga Ceal, ou Eletrobrás mesmo e o corte no fornecimento de energia não era realizado. Hoje acabou esse costume e a empresa está investindo em melhoria do sistema. Em Maceió mesmo, muitas localidades, onde havia constantes quedas de energia, o problema foi resolvido. O processo de privatização no Brasil está só começando e a própria Petrobras, joia do Governo Federal, está lista para ser vendida. Isto é processo normal, que também, foi realizado em outros países. As autarquias, com capital público estão sempre a mercê dos interesses político e é aí que a corrupção prospera.

 

 

Arapiraca/Casal

 

Os vazamentos de água estão por toda parte em Arapiraca. O sistema de distribuição de água da Casal tem mais de 40 anos e não suporta a pressão. O problema é antigo, e é uma herança maldita de governos anteriores. Foram investidos milhões em adutoras, mas não pensaram na rede de distribuição.

 

Arapiraca/Casal 2

 

O que se espera é que a Casal realizem a troca dessa rede de distribuição de água, o mais rápido possível. O desperdício é grande. Por toda parte da cidade de Arapiraca estão os vazamentos. Enquanto isso, vários bairros estão sem água há mais de 15 dias, causando revolta da população.

 

Maragogi/Casal

 

Já em Maragogi, o problema da falta de água está no sistema matriz de fornecimento, que são poços artesianos que estão secando, ou em processo de salinização. O consumo vem crescendo em progressão geométrica (PG), devido aos investimentos hoteleiros e também a estabelecimentos comerciais como bares e restaurantes. Isso causa a falta do produto que é a água.

 

Maragogi/Prefeitura

 

O colapso no abastecimento de água em Maragogi gerou um posicionamento do prefeito Sérgio Lira, em pedir a rescisão do contrato de concessão do serviço, que foi dado para Casal. O prefeito disse que cansou de esperar por uma solução, que seria a construção de uma barragem reguladora de abastecimento.

 

Maragogi/Colapso

 

O Colapso total no abastecimento de água em Maragogi deve ocorrer em pouco menos de dois anos, segundo avaliação de engenheiros hídricos, que acompanham a situação no município. O processo de salinização do lençol freático está bem avançando. Cerca de 40% dos poços artesianos em Maragogi, já tem um alto teor de sal.

 

Maragogi/investidores

 

Problemas de infraestrutura afetam a atração de investidores. Em Maragogi água é um desse problemas, que o atual prefeito tomou para si e quer resolver. Um problema antigo, é bom lembrar, que nenhum gestor anterior a Sérgio Lira, se debruçou em resolver. Muitos empreendimentos hoteleiros aguardam a solução.

 

Casal/privatizada

 

Será que privatizar a Casal seria uma solução para os problemas de abastecimento de água em Alagoas? A indagação fica no ar e o medo é que poderá causar mudanças, como ocorreram com a chega da Equatorial. O sistema vai funcionar, mas tem um preço que é manter as contas em dia.

 

Penedo/SAE

 

Em Alagoas, algumas prefeituras administram o serviço de abastecimento de água e com sucesso. Um deles é Penedo, onde o SAE funciona plenamente, sem deixar nada a desejar. O SAE em Penedo também investe em saneamento básico e manutenção da rede. Penedo Serve como referência para os prefeitos, que desejam ter sob sua tutela, a administração do fornecimento de água.

 

Penedo/saúde

 

A Prefeitura de Penedo por meio da Secretaria de Saúde apresentou no auditório do IFAL, para servidores da saúde e outros setores envolvidos, o programa “Melhor em casa”, que prevê a atenção domiciliar para pacientes da rede pública internados em hospitais, na qual atendam os critérios previamente definidos. O programa é realizado em parceria com o Governo Federal.

 

 

 

 

Artigos relacionados
Notícias

Cartilha dá dicas para turistas em viagens de carro

Os ministérios da Justiça e do Turismo lançaram uma cartilha que pretende ajudar os turistas, enquanto consumidores, que fazem uso…
Notícias

Seminário discute Corredor Bioceânico para integração da América do Sul

Um encontro iniciado, ontem, em Campo Grande (MS), com representantes do Paraguai, Argentina, Chile e Brasil discutirá a “Integração dos…
Notícias

Recife: Secretaria de Turismo inova com exibição de miniwebsérie e inclusão

Uma forma divertida de encantar os moradores do Recife e atrair a atenção dos turistas foi o mote que impulsionou…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.




Enter Captcha Here :