Notícias

Feira livre de Arapiraca, um espaço de cultura da tradição nordestina

Uma das feiras livres mais tradicionais de Alagoas acontece em Arapiraca todas as segundas-feiras, volta a ocorrer na próxima segunda-feira (13), depois de ter sido suspensa por duas semanas, devida as medidas para contenção de contaminação do coronavírus. A feira de Arapiraca é um atrativo turístico por ser uma amostra da autentica exposição de rua da cultura nordestino.

A feria reúne comerciantes de todas a região do Agreste e Sertão de Alagoas e de outros estados vizinhos, mas nesta próxima segunda-feira, esses comerciantes de outras localidades, não poderão participar por determinação da Prefeitura, que está realizando controle e fiscalização dos feirantes. Somente os comerciantes de Arapiraca estão autorizados a participar.

A feira é um evento que se transformou, ao longo dos mais de 50 anos de existência, num encontro de produtores e criadores rurais, além de oferecer de tudo de nossa gastronomia regional. Também serve de espaço para apresentação cultural e artística para atores, cantores e declamadores de poesia de cordel.

Uma atração turística ainda pouco divulgada, mas que assim mesmo tem atraído visitantes que buscam conhecer as raízes nordestina do Sertão.

A suspensão feira livre foi realizada por uma questão justa que é a preservação da vida, mas que aos poucos volta a normalidade, dentro do controle sanitário necessário. A liberação também salvou a população da exploração promovida pelos supermercados, que além de não oferecer produtos de boa qualidade, subiram os preços dos alimentos em torno de 25%.

Feiras

Mas Arapiraca não tem só a grande feira livre das segundas-feiras, mas várias feiras durante a semana. Hoje, quinta-feira Santa acontece a tradicional feira do peixe no bairro Brasília, onde são vendidos furtos do mar, além de pescados criados em cativeiros como tanque e rede no rio São Francisco e também em açudes. Também pode se encontrar o tradicional bredo, que faz parte do cardápio da Semana Santa e que em outros lugares já sumiu.

E em outros pontos da cidade acontecem feiras de produtos específicos como: fumo, móveis, veículos, animais, além dos artistas da terra, que se apresentam na Praça Luiz Pereira Lima, com muita música e poesias é alegria nordestina que toma contas das ruas da capital alagoana do Agreste.

A cidade se transforma toda segunda-feira, num centro de convivência da população do Agreste e Sertão e que neste período de pandemia de coronavírus terá que ser controlada com regras e muita fiscalização, principalmente distância entre as pessoas. Que todos possam aproveitar a feira livre dentro das normas de saúde.

Artigos relacionados
Notícias

Cartilha dá dicas para turistas em viagens de carro

Os ministérios da Justiça e do Turismo lançaram uma cartilha que pretende ajudar os turistas, enquanto consumidores, que fazem uso…
Notícias

Seminário discute Corredor Bioceânico para integração da América do Sul

Um encontro iniciado, ontem, em Campo Grande (MS), com representantes do Paraguai, Argentina, Chile e Brasil discutirá a “Integração dos…
Notícias

Recife: Secretaria de Turismo inova com exibição de miniwebsérie e inclusão

Uma forma divertida de encantar os moradores do Recife e atrair a atenção dos turistas foi o mote que impulsionou…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.




Enter Captcha Here :