Geral

Supermercado: exploração continua

 

Uma semana depois que entrou em validade do decreto do Governo do Estado, que nossa coluna denunciou o aumento abusivo dos preços dos alimentos, principalmente nos supermercados. A cada semana a situação se torna insustentável com alimentos, que são itens essenciais da cesta básica, como o feijão, que aumentou 25% e outros como a bandeja de ovos que atingiu o preço de R$ 19, 00. A exploração ao consumidor é identificado nos estabelecimentos comerciais e não nas feiras livres, que ainda é uma opção para consumidor. Até o momento não se vê nos órgãos de fiscalização nenhuma ação ostensiva ou punitiva, gerando revolta e repulsa da população que sente a exploração dos supermercados, diante da situação da pandemia e de ficarem em quarentena, não podendo realizar deslocamento para buscar alternativas na concorrência. Em Arapiraca, Delmiro Gouveia, Maragogi e Santana do Ipanema os consumidores estão revoltados com a alta dos preços dos alimentos e pede providências urgentes. Vale lembrar que o faturamento dos supermercados aumentou em 30%, desde que inicio a pandemia em Alagoas, segundo uma fonte ligado ao setor.

 

Delmiro

 

A população mais humilde de Delmiro Gouveia pede providências dos órgãos de proteção ao consumidor e ao Ministério Público providencias para fiscalizar os preços nos supermercados. Várias pessoas relataram nas emissoras de rádios da cidade os valores dos alimentos. Já os donos de mercadinhos alegam que só estão repassando os preços.

 

Delmiro 2

 

Relatórios realizado pela Polícia Militar em Delmiro Gouveia atestam que o número de casos de agressão à mulher aumentou 100%, demonstrando que os convívios domésticos e a ingestão de bebida álcool tem propiciado o aumento dos casos. Outro problema que aumentou as ocorrências é de perturbação da ordem, também aliado a confinamento doméstico e ingestão de bebida alcoólica.

 

Maragogi

 

O prefeito de Maragogi, Sérgio Lira disse que está confirmada a flexibilização da quarentena a partir do dia 1 de maio, feriado nacional. O prefeito disse que espera que até lá a situação se mantenha sob controle, caso contrário poderá voltar atrás na decisão. O decreto municipal libera a partir de maio o funcionamento do comércio local no horário de 6 às 17 horas.

 

Litoral Norte

 

Uma parceria com a Universidade Federal de Alagoas e as prefeituras de Maragogi, Porto Calvo, Japaratinga e Porto de Pedras criou um aplicativo de controle dos casos de covid-19 registrados. O lamentável é que outros municípios da região não aderiram a parceria.

 

Porto Calvo

 

As medidas preventivas de contenção do coronavírus em Porto Calvo continuam em vigor, com a fiscalização da prefeitura. Paralelamente a administração municipal está distribuindo os kits de merenda escola com itens básico essenciais como feijão, macarrão, arroz, açúcar, leite em pó.

 

Arapiraca

 

O problema do acúmulo de lixo em várias partes da cidade de Arapiraca se transformou em um problema de saúde pública. No último final de semana alguém jogou uma carga de pneus na linha férrea, existente por trás do Clube dos Fumicultores, no início da Av. Fernandes Lima.

 

Arapiraca 2

 

As consequências desse acúmulo do lixo virão no aumento dos casos de dengue, zika e chikungunya, além da proliferação de escorpiões de isentos peçonhentos. Os moradores denunciam que o lixo vem sendo jogado por moradores e até caçambas que trabalham para prefeitura, fato é grave. A situação vem se agravando a cada mês.

 

Arapiraca/regional

 

A Sociedade Alagoana de Pediatria, o Hospital Regional Nossa Senhora do Bom Conselho, em Arapiraca, realizou treinamento para profissionais no combate e tratamento ao coronavírus.  O curso Manejo da Assistência Respiratória na População Infantil com Covid -19, reuniu médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e auxiliares de diversas áreas do setor pediátrico.

 

Arapiraca/regional 2
Promovido pelo Núcleo de Educação Permanente (NEP), o curso foi ministrado pelos pediatras Cláudio Soriano e Ana Carolina Ruela (atual presidente da Sociedade estadual de Pediatria). Também participaram a fisioterapeuta Suelen e profissionais da equipe do Hospital Regional.

 

Piaçabuçu

 

O município de Piaçabuçu surgiu o primeiro caso de covid-19 e com ele várias dúvidas sobre a fiscalização do cumprimento da quarentena impostam pelo decreto do Governo do Estado. Segundo moradores do município a prefeitura não está fiscalizando o fechamento de bares, restaurantes nem as casas comerciais.

 

 

 

Artigos relacionados
Geral

Operadores e Agentes de Viagens da Espanha e Portugal discutem os desafios do turismo na retomada

A III Reunião da aliança ibérica criada pelas associações de agências de viagens de Espanha e Portugal, CEAV e APAVT,…
CotidianoGeral

Câmara aprova requerimento de Thiago ML que pede reabertura da feira de gado em Arapiraca

Durante a primeira sessão da Câmara Municipal de Arapiraca, após o recesso parlamentar, o presidente Thiago ML apresentou requerimento solicitando…
Geral

Selo Turismo Responsável ajuda a posicionar destinos brasileiros como seguros

adoção de medidas de biossegurança nos empreendimentos e destinos turísticos se tornaram imprescindíveis diante da pandemia de Covid-19. Disponibilização de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :