Destaques

Os melhores aguardentes de Portugal

Havia outrora praticamente um alambique em cada adega, o hábito de destilar era a forma mais natural de dar destino a massas vínicas remanescentes, bem como aos bagaços, neste caso para produzir as inefáveis bagaceiras. Os portugueses são admiradores e consumidores ainda de ambos os tipos de aguardente, e o lado patrimonial é tanto ou mais importante que a vertente sustentável de toda a produção. Fundamental é que nada se desperdice. Esse é fio condutor que nos conduz e guia na epopeia gigantesca da aguardente, na sua forma mais subsidiária, ou seja, cada região com as suas características próprias. O tempo foi assim esculpindo as grandes proveniências de aguardentes nacionais, verdadeira massa moldável posta ao nosso serviço, para nosso inteiro prazer. Cabe-nos explorá-la e conhecê-la.

1 | Quinta do Rol Aguardente Velha XO (39,5%) 50cl
Quinta do Rol – 75 euros

Destilada a partir de vinhos das castas Ugni Blanc, Malvasia Fina e Alicante Branco. Estagia em diferentes tipos de madeira, ao longo de cerca de 10 anos. Aromas de frutos secos com mel, casca de laranja e especiarias. Na boca, mostra-se copiosa e macia, dando muito prazer a beber. É a mais representativa da denominação de origem.

2 | São Domingos Prestígio (40%) 70cl
Caves Solar São Domingos – 95 euros
Aromas frutados e florais, com notas de especiarias, ameixa, baunilha e frutos secos. Maravilha das maravilhas que Portugal esconde e revela a quem as quer conhecer e provar. Envelhecimento em cascos de carvalho francês limousin de 250 litros ao longo de mais de 30 anos. Difícil é para de beber, tal a suavidade e cuidado posto no pormenor.

3 | Quinta do Sanguinhal Reserva (40%) 70cl
Comp. Agr. Sanguinhal – 55 euros
Distingue-se de todas as outras aguardentes nacionais pelas notas pungentes de mel e tangerina, desde o início ao fim da prova. Muito frutada e fumada, provém dos míticos alambiques instalados por Abel Pereira da Fonseca na Quinta do Sanguinhal, entre Bombarral e Óbidos. Não entende a região de Lisboa quem não visita esta casa. Sabor clássico e forte, sugestões de frutos vermelhos e chocolate preto.

4 | Adega Velha Duplo Estágio 13 Anos (40%) 70cl
Aveleda – 48 euros
Doze anos de estágio em barricas de aguardente, a que se seguiu um ano em cascos de vinho do Porto Vale D. Maria. Experiência inédita, muito bem sucedida, a aguardente ganha em requinte e sabor. A integração recente da quinta duriense no universo Aveleda já está a dar mostras da excelência e adequação da operação. Podemos esperar muito desta operação ainda.

5 | Caves de Valpaços 40º Aniversário (44%) 70cl
Ad. Coop. Valpaços – 30 euros
Uma aguardente histórica, que continua a dar muito prazer a beber. Valpaços é muito importante no cenário vínico nacional, representando ora património ora resistência e sustentabilidade. A região transmontana pode e deve orgulhar-se do património de destilados que ao longos dos anos construiu. O consumo dentro da região é facto insofismável, sinal de adequação e serviço à comunidade

 | Dona Paterna Aguardente Vínica de Alvarinho XO (39%) 50cl
Carlos Alberto Codesso – 75 euros
Lote de aguardentes idade média 30 anos. A casa é relativamente recente na produção de aguardentes, mas o trabalho que tem feito é fundador e merece registo especial. A destilação é criteriosamente feita de acordo com os cânones ancestrais, respeito total pela tradição. A qualidade alcançada é notável, e é seguramente mais uma coroa de glória para a casta Alvarinho.

7 | Vinha do Contador (41,5%) 50cl
Paço dos Cunhas de Santar – 80 euros
Osvaldo Amado é um dos mais inspirados e cultos enólogos de Portugal, a sua marca já lhe assegura lugar cativo na galeria dos notáveis de Portugal. O seu labor é conhecido e apreciado, mas talvez o seu trabalho nos destilados não seja tão conhecido quanto aquele que desenvolveu nos restantes estilos.

Artigos relacionados
Destaques

TripAdvisor: Portugal tem a melhor praia do mundo

A plataforma TripAdvisor divulgou o ranking com as melhores praias no mundo e da Europa. De acordo com o levantamento,…
Destaques

Europeus são os estrangeiros que permanecerão mais tempo turistando pelo Brasil

Turistas europeus são os que permanecerão em média mais tempo durante viagens ao Brasil no 1º trimestre de 2024, com…
Destaques

Parque aquático vai gerar 1,5 mil empregos em Costa do Sauípe

O governador Jerônimo Rodrigues assinou o decreto que concede estímulo fiscal para aquisição de equipamentos, peças e partes utilizados na…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :