DestaquesNotícias

Absurdo! Promotores de eventos do Rio querem dinheiro público para melhorar faturamento do setor privado

A suspensão de um dos maiores réveillon do mundo, que é realizado na cidade do Rio de Janeiro está suspenso assim como em Paris, Roma e outros destinos turísticos. Com isso os promotores de eventos que faturam bilhões passam a reclamar alegando que a “cidade” vai perder R$ 10 bilhões e deixar de empregar 150 mil pessoas, numa ação para pressionar as autoridade para ainda tentar realizar a aglomeração na orla carioca. Para isso os promotores de eventos usam portais de viagens e os “influenciadores digitais” para passar sua mensagem.

Uma associação que representa os empresário de eventos se reúne nesta terça-feira (1°), sob liderança do presidente Pedro Guimarães, com o deputado Felipe Carreras, presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Produção Cultural, e com o deputado Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, justamente para pleitear emendas de orçamento de 2021 e debater tópicos fundamentais ao setor.

O objetivo é articular a mobilização de parlamentares para destinação de emendas (dinheiro público), visto que cada um deles possui o montante de R$ 16 milhões ao orçamento de 2021 e, que principalmente neste momento, tais recursos podem fazer toda diferença para alavancar o segmento. Os empresários querem que o Governo Banque campanhas de marketing de retomada para que ele faturem bilhões.

Também participam da reunião a Embaixadora do Turismo do Rio e responsável pela Agenda Carioca, Antonia Leite Barbosa, e o advogado e VP da Associação Brasileira de Jogos Esportivos, Loterias e Entretenimento, Pedro Trengrouse.

O objetivo é articular a mobilização de parlamentares para destinação de emendas, visto que cada um deles possui o montante de R$ 16 milhões ao orçamento de 2021 e, que principalmente neste momento, tais recursos podem fazer toda diferença para alavancar o segmento.

Também participam da reunião a Embaixadora do Turismo do Rio e responsável pela Agenda Carioca, Antonia Leite Barbosa, e o advogado e VP da Associação Brasileira de Jogos Esportivos, Loterias e Entretenimento, Pedro Trengrouse.

Artigos relacionados
Notícias

Cadastur cresce 11% e ultrapassa 165 mil empreendimentos turísticos 

O turista brasileiro tem mais uma boa notícia para comemorar. O Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), do Ministério…
Notícias

Mais de 36,7 mi de passageiros voaram pelo país de janeiro a maio deste ano

A movimentação de passageiros em voos dentro do Brasil continua crescendo em 2024. De janeiro a maio deste ano, mais…
Destaques

SP quer desenvolver rota transcontinental indígena no estado

O Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo (Setur-SP), assinou…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :