DestaquesExperiências

Quatro tendências que podem definir o futuro dos passeios turísticos e experiências

Mas, ao nível do setor de turismo e experiências, quais são os momentos-chave do ano, além da destruição total de nossos meios de subsistência coletiva causada pela COVID?

O fim dos passeios turísticos a gasolina e diesel em 2030

Embora pensado no final de um período turbulento na história do setor, quando tantas outras coisas aconteceram, 2020 também será lembrado como o ano em que um progresso genuíno foi feito em torno das mudanças na forma como os passeios turísticos foram realizados.

O feedback desta chamada foi misto. Algumas pessoas argumentam que, sem receita em 2020 e limitada esperada em 2021, estabelecer essa meta é uma meta impossível e irrelevante. Outros, como eu, apontam para evidências de mudança climática e sugerem que isso é muito pouco, muito tarde.

De qualquer forma, prevejo que os passeios a gasolina e a diesel passaram para a história em 2030. Lembre-se disso ao comprar novos ônibus, ônibus e outros veículos de turismo.

Passeios e atividades digitais lançados e falharam

Nos primeiros dias da pandemia, parecia que o turismo digital seria o próximo grande acontecimento.

Duas abordagens dominam:

  • Cliente estático / host estático (com o Airbnb parecendo assumir uma posição de liderança)
  • Movimentação estática / host do cliente (por exemplo, Amazon, Local Purse & My Real Trip)

Estou animado com alguma das abordagens? Não massivamente. Acredito que o cliente deve se mover no mundo real, não o anfitrião.

Veículos turísticos autônomos deram um passo mais perto

No evento Arival em 2018, usei uma camiseta que dizia que os passeios em veículos urbanos devem fazer a transição para veículos autônomos até 2025. Fiquei feliz com essa data, me senti um pouco conservador, mas não é sábio anunciar uma data como este e, em seguida, não o encontrar.

Em 2020, Amazon (Zoox) e Lyft anunciaram que estarão operacionais, comercialmente, até 2022/2023 em vários mercados. O Google (Waymo), também em 2020, começou a aceitar dinheiro de clientes para viagens de veículos autônomos em um mercado: Phoenix.

Para aqueles que não acreditavam que esse cronograma fosse provável, 2020 foi o ano que mostrou que esses veículos ESTÃO chegando em grande escala. Para empresas de turismo baseadas em veículos nessas primeiras cidades do mercado, a transição até 2025 é extremamente insuficiente.

Expedia redefine as fundações e parece estar em uma posição privilegiada para vencer em 3-5 anos

No passado, como CEO / CTO da TourCMS, liderei o primeiro projeto de conectividade do sistema de reservas da Expedia em 2015, levando a Gray Line a ganhar o prêmio Expedia Epic em 2016.

Como tal. Conheço o negócio tão bem quanto qualquer pessoa externa que pode falar sem nenhum relacionamento atual.

Em 2020, a Expedia fechou seu negócio de varejo local e mudou grande parte do varejo online para se basear no fornecimento do Tripadvisor / Viator.

Isso foi visto como uma grande perda para o setor, mas eu vejo de outra forma. Eu vejo isso como um posicionamento do Grupo Expedia para vencer no futuro.

Isso pode ou não ser uma estratégia intencional, mas a Expedia agora está livre de seu legado de negócios e capaz de construir novamente na nova forma que está se tornando clara se tornará a estrutura dominante da indústria. Para passeios, o modelo de varejista OTA está em baixa.

Compare a posição da Expedia com a do GetYourGuide. A empresa com sede na Alemanha sabe que, para viagens, sua marca Originals é o caminho certo (e eu concordo).

No entanto, GetYourGuide parece estar lutando para fazer a transição para essa estratégia, pois tem que se mover para essa posição em uma escala significativa, dado seu nível de financiamento pré-existente.

Vejo uma oportunidade para a Expedia entregar a nova estrutura para todo o setor antes que GetYourGuide a alcance, já que a Expedia agora não está sobrecarregada por um legado de negócios online e offline.Sobre o autor…

Alex Bainbridge é CEO e CTO da Autora

Artigos relacionados
Experiências

Safári New Natural Habitat inclui visita aos últimos rinocerontes brancos do norte

A Natural Habitat Adventures , fornecedora líder de experiências de viagens de aventura com foco na conservação, está introduzindo um…
Destaques

SP quer desenvolver rota transcontinental indígena no estado

O Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo (Setur-SP), assinou…
Destaques

Ferramenta Amazonas To Go auxilia turistas na hora de garantir presentes regionais

Comprar presentes e souvenirs para família e amigos faz parte da programação de muitos viajantes que querem levar mais que…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :