Notícias

Futuro do turismo: sustentável, responsável e inteligente

Exchange of planets in human hands with trees in human hands, concept of Earth Day and Maintaining Environmental Balance, Elements of this image furnished by NASA.

No dia em que a vice-presidente executiva da Comissão Europeia, Margrethe Vestager, afirma esperar que o livre-trânsito digital, proposto por Bruxelas, permita um “verão normal” na União Europeia (UE), dizendo contar com a presidência portuguesa para conseguir avanços rápidos no Conselho, o Parlamento Europeu lança um vídeo no seu website no qual aponta qual o futuro do turismo.

A Europa é o destino turístico mais popular do mundo e quando o turismo voltar, após mais de um ano de perturbações devido à pandemia, o Parlamento pede um plano para torná-lo mais verde e sustentável.

Durante esta semana, uma Task Force’ do Turismo do Parlamento Europeu, liderada pela portuguesa Cláudia Monteiro de Aguiar (PPE) reuniu-se, juntamente com István Ujhelyi (S&D) e Ramon Bauzà Díaz (Renew Europe), com secretária de Estado do Turismo (SET), Rita Marques, em representação da Presidência Portuguesa da União Europeia, para apelar aos Estados-Membros para “uniformizarem os protocolos sanitários para as regras de viagem dentro União”, além de “coordenarem com países externos, testes à partida, para evitar quarentenas desproporcionais e medidas díspares, e um certificado de vacinação internacional sendo possível já este verão”, modo a “evitar os erros do passado”.

Agora, Cláudia Monteiro de Aguiar destaca, em vídeo, a importância da sustentabilidade para o futuro do turismo. No vídeo, são colocadas questões como: “E se a próxima pausa fosse mais sustentável?” ou “Como passar férias com menor impacto ambiental?”.

Certo é que, à medida que emergimos da pandemia, o Parlamento Europeu (PE) apela a um roteiro para um turismo sustentável, responsável e inteligente. Os eurodeputados querem ver novas medidas para reduzir a pegada climática e ambiental do setor. “Não estamos a falar apenas de hotéis, restaurantes, precisamos entender toda a cadeia”, refere a eurodeputada portuguesa. “Onde podemos desacelerar o impacto que temos na Terra, nas metas de sustentabilidade?”, questiona Cláudia Monteiro de Aguiar.

Uma forma de viajar verde é priorizar o rural ou o agroturismo e evitar a superlotação em regiões populares. O Parlamento propõe-se, agora, alargar o “Ecolabel” turístico: um sistema que certifica alojamentos e operadores turísticos amigos do ambiente, permitindo aos turistas “dormir com a consciência limpa”.

Reconhecendo que, de longe, o maior poluidor quando se trata de turismo “é o transporte”, o PE deseja que as viagens ferroviárias desempenhem um papel importante no sentido de tornar o turismo na UE mais ecológico. Os eurodeputados apelam também a mais apoio da UE para a transição para combustíveis mais limpos e formas alternativas de transporte. Para impulsionar uma recuperação pós-pandemia verde, o Parlamento apela a que os países da UE “apoiem o turismo por meio de planos de recuperação e uma redução temporária do IVA para o setor” e que “a reabertura” deve fazer parte da estratégia COVID-19 da UE, “com etapas como um certificado de vacinação comum”.

FONTE: TRIPSEEK.NEWS

Artigos relacionados
Notícias

Isenção de vistos para brasileiros e japoneses começa a valer a partir deste sábado, 30

A partir deste sábado (30.09), japoneses que desejam conhecer as belezas brasileiras não precisarão de visto para entrar no país….
Notícias

EUA: Trabalhadores do setor hoteleiro de Las Vegas ameaçam entrar em greve

Dezenas de milhares de trabalhadores do setor hoteleiro de Las Vegas, que lutam por novos contratos sindicais, votaram pela autorização…
Notícias

Entidades discutem ações para o turismo e atrair eventos esportivos para o Brasil

O ministro do Turismo, Celso Sabino, realizou no Rio de Janeiro (RJ) dois importantes encontros para discutir ações e estratégias…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :