Sem categoria

Brasil é reeleito para representar a região das Américas no Conselho Executivo da OMT

Brasil foi escolhido para representar a região das Américas e Caribe no Conselho Executivo da Organização Mundial de Turismo (OMT) – agência especializada das Nações Unidas responsável pela promoção do turismo. Com isso, participa das discussões e da definição dos planos de recuperação e retomada do turismo mundial, liderando a agenda na região das Américas até 2025. A indicação do país foi feita nesta quinta-feira (24/06) pelas maiores autoridades do Turismo, após uma votação com 24 países durante a 66ª Reunião da Comissão Regional da OMT para as Américas.

Além do Brasil, também foram eleitos Argentina e República Dominicana, unindo-se ainda a Guatemala e Paraguai, que já detêm mandato no Conselho Executivo até 2023, considerando que a região das Américas e Caribe possui cinco assentos no Conselho Executivo da OMT.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, que cumpre uma série de agendas nesta quinta-feira em cidades alagoanas, comemorou a eleição do Brasil. “Acredito que é um reconhecimento às políticas adotadas pelo nosso governo em apoio ao setor de turismo para reduzir os efeitos da Covid-19. As ações envolveram desde a flexibilização de salários e jornadas de trabalho (MP 936); à regulamentação das relações de consumo no segmento (MP 948) e à garantia de R$ 5 bilhões para capitalizar empreendimentos do setor com taxas e prazos diferenciados (MP 963) por meio do Fungetur”, exemplificou.

O mandato dos membros eleitos para o Conselho Executivo da OMT tem duração de quatro anos, sendo que a eleição para a renovação da metade dos integrantes acontece a cada dois anos. O conselho se reúne duas vezes por ano e é integrado por ministros das seis comissões regionais da OMT (Américas, Europa, África, Oriente Médio, Ásia-Pacífico e Sul da Ásia) em que se dividem os 159 Estados-membros.

Atualmente, o Brasil já exerce mandato no Conselho Executivo, assento que conquistou de forma conjunta com o Uruguai para o período 2018 a 2021, cabendo ao Brasil os dois últimos anos. A chancela da eleição que reconduziu o Brasil ao Conselho Executivo da OMT, realizada nesta quinta-feira, deve ocorrer na próxima Assembleia Geral da OMT, prevista para o mês de outubro em Marraquexe, no Marrocos.

No ano passado, o Brasil já havia sido escolhido para sediar o primeiro escritório da Organização Mundial do Turismo na região das Américas. De acordo com o Secretário-geral da entidade, Zurab Pololikashvili, o objetivo é que a unidade seja direcionada a atração de investimentos para a região. “Nós estaremos presentes na América e teremos um escritório especial que deve ser dedicado a investimentos. Os investimentos são muito importantes para as Américas, para o Turismo. Penso que este vai ser um importante passo para as Américas e atrairá mais investimentos e mais empresas internacionais para a região”, comentou.

Representando o Brasil durante a 66ª Reunião da Comissão Regional da OMT para as Américas, o Secretário-executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno, destacou as possibilidades para atração de investimentos a partir da implantação do primeiro escritório da organização no Brasil.

“Teremos a obrigação de apresentar, para todos os investidores do mundo, a oportunidade de conhecer e investir no nosso país, na nossa região. Aqui, temos belezas e cenários naturais únicos. Teremos também a obrigação de desenvolver nossos destinos, de atrair para as Américas novas companhias aéreas, novas redes de hotéis. E, por isso, peço o apoio de todos os nossos amigos que estão aqui hoje. Como somos da mesma família, sabemos que, se investirmos mais em turismo, a nossa economia e a nossa cultura serão muito mais desenvolvidas”, defendeu.

Nepomuceno também pontuou os esforços contínuos do governo para vacinação de toda a população adulta com pelo menos uma dose até setembro deste ano. “Que no cenário pós-pandemia haja menos discriminação e mais abertura do mercado mundial porque todos queremos viajar e nós somos as pessoas responsáveis por isso”, concluiu o Secretário-executivo do Ministério do Turismo.

Por Amanda Costa

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Artigos relacionados
Sem categoria

Infraero conquista Prêmio Internacional de Melhor Qualidade de Liderança

Em cerimônia realizada em Bruxelas, na Bélgica, a Infraero obteve um novo reconhecimento em nível internacional: o Prêmio de Melhor…
Sem categoria

DreamWorks Land é inaugurada no Universal Orlando

DreamWorks Land no Universal Studios Florida abriu aos visitantes em 14 de junho. O terreno, anunciado no verão passado ,…
Sem categoria

Areia retirada, para o "buraco da Braskem", no Litoral sul de Alagoas, gera crateras gigantescas e destruição de rodovia. Passivo ambiental coloca em risco população de Feliz Deserto e prejudica a atividade turística. FPM nas contas das prefeituras com 30,67% de aumento.

Destruição ambiental A retirada de areia para fechar a “caverna do apocalipse”, aberta pela Braskem durante quase 50 anos em…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :