Experiências

MTur promove segundo encontro do seminário virtual “Visões de Mercado”

oi realizado nesta quinta-feira (22.07) o segundo encontro do seminário virtual “Visões de Mercado”, promovido pelo Ministério do Turismo em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e a Universidade Federal Fluminense (UFF). As lives fazem parte do processo de capacitação dos roteiros contemplados no Projeto Experiências do Brasil Rural e reuniram empresários de sucesso no âmbito do turismo rural para compartilhar os benefícios da qualificação no segmento.

O convidado do dia, Marcelo Weiler, sócio do Restaurante Pitanga ao Ar Livre, localizado em Itacoatiara, em Niterói (RJ), contou como transformou um espaço ocioso em sua propriedade em um restaurante que une inovação e simplicidade em um único lugar.

“Nosso diferencial é termos um ambiente em meio à natureza, relativamente próximo à cidade, e o contato com o cliente. Aqui a gente não mata a fome das pessoas, a gente conta histórias, leva a pessoa para viajar a bordo de um prato, cria laços, e isso melhora a experiência no restaurante”, explicou.

Em seu estabelecimento, Marcelo opta por produtos regionais o que, segundo ele, traz inúmeros benefícios, principalmente porque confere visibilidade a pequenos fornecedores. “Prezamos pela pesca artesanal, familiar, e temos uma rede de pequenos fornecedores locais. Isso garante o frescor dos ingredientes, produtos de qualidade com um custo acessível, mantendo a responsabilidade ecológica e social. Assim, conseguimos garantir a qualidade do produto com um preço bacana e ainda apoiamos os produtores locais”.

Para o empresário, a qualificação é essencial para ampliar as oportunidades de crescimento profissional. “Capacitação é sempre bom. Com ela é possível subir de nível e, consequentemente, aumentar o nosso lucro. Através de iniciativas como a de vocês a intenção é que todos possam melhorar, dar um passo à frente e ter um empreendimento mais bacana. Podemos nos orgulhar de usar nosso tempo para melhorar a nossa prestação de serviço e a cadeira do turismo de maneira geral”.

Para o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, compartilhar conhecimento é o caminho para um turismo de qualidade. “Este seminário ofereceu uma experiência riquíssima de troca de experiências, o que é essencial para ampliar a visão sobre o negócio, criar soluções inovadoras, replicar boas ideias e tornar a atividade turística mais competitiva. É a partir de capacitações e de iniciativas como estas que se constroem empreendimentos de qualidade no turismo”, ressaltou o ministro.

A coordenadora-geral de Turismo Responsável substituta do MTur, Ana Márcia Valadão, participou da live e apontou o turismo rural como uma tendência do pós-pandemia. “Neste contexto de pandemia, o turismo de experiência está em alta, principalmente no meio rural. O que o turista procura hoje é uma experiência única e de preferência com esse contato com a natureza”, destacou.

O diretor de Acesso a Mercados do MAPA, Mateus Rocha, afirmou que o turismo rural é uma das principais atividades que podem ajudar na retomada do setor e que o Experiências do Brasil Rural já desperta o interesse internacional. “O sucesso foi tanto que já recebemos pedidos de outros países para replicar o projeto, a exemplo da Espanha”, destacou.

Osíris Marques, professor do departamento de Turismo da UFF e coordenador do projeto Experiências do Brasil Rural, também esteve presente no encontro e comentou sobre os próximos passos do projeto. “Na próxima semana nós iniciaremos a fase das capacitações. Cada roteiro do projeto terá quatro qualificações em diversas áreas, como marketing digital, planejamento financeiro, roteirização, entre outros, para que os roteiros possam criar experiências turísticas memoráveis”, complementou.

O professor explicou ainda que oito roteiros foram selecionados neste primeiro momento para fazerem parte do projeto piloto, mas que no próximo ano é possível que exista uma nova chamada pública para selecionar outros roteiros, englobando, inclusive, novas cadeias produtivas de interesse. “O projeto é nacional e todos os roteiros do Brasil podem se candidatar desde que atendam aos critérios. Todo o processo é feito de maneira muito transparente e divulgamos a chamada pública em vários canais de comunicação”, concluiu.

Para assistir a live completa, clique AQUI.

PROJETO – Os roteiros atendidos pelo Experiências do Brasil Rural são a Rota Amazônia Atlântica, do Pará; a Terra Mãe do Brasil, Seus Caminhos, Segredos e Sabores, da Bahia; o Agroturismo do Espírito Santo; a Rota do Queijo Terroir Vertentes e a Rota Gourmet das Terras Altas da Mantiqueira, em Minas Gerais; o Caminhos do Campo, em Santa Catarina, e a Ferradura dos Vinhedos e o Roteiro Farroupilha Colonial, no Rio Grande do Sul.

A primeira fase do projeto envolveu um diagnóstico dos selecionados, que indicou pontos fortes e quesitos passíveis de avanços. A próxima fase consistirá nas “Oficinas de Experiências”, voltadas à formatação de vivências turísticas. Por fim, o Experiências do Brasil Rural vai ter como foco ações de apoio à promoção e à comercialização de roteiros.

Por Vanessa Castro

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Artigos relacionados
Experiências

Verão do Alasca esquenta com propriedades novas e reformadas

A movimentada temporada de viagens de verão está se aproximando rapidamente no Alasca e com ela vem a abertura de…
DESTINOSExperiências

Maragogi Brisa, o pé na areia na quarta melhor praia do Brasil

Atualmente considerado o melhor hotel em Maragogi, com uma gastronomia diferenciada e o conforto que surpreende, se transformando numa experiência…
Experiências

@Visiteopará encerra jornada de 548 dias pelos 144 municípios do Pará

“Não conheço nem mais do que 5 cidades do Pará, tenho que conhecer mais o meu estado!”. Essa foi a…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :