DESTINOS

Destinos Turísticos Inteligentes: Comitiva do MTur e de instituto argentino visita Salvador

esta quarta-feira (18.08), uma comitiva do Ministério do Turismo e do Instituto Ciudades del Futuro encerrou uma visita a Salvador (BA). A capital baiana é uma das 10 cidades brasileiras selecionadas pelo Ministério do Turismo para participar do projeto-piloto de implantação de Destinos Turísticos Inteligentes (DTI) no país. Durante três dias, em conjunto com representantes da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, foram avaliados os indicadores turísticos locais, identificadas demandas e iniciada a construção de um plano de ação para melhorias de gestão, promoção e expansão do turismo na cidade.

O projeto, pioneiro no país, busca estabelecer diretrizes e um formato nacional para transformar cidades turísticas em destinos inovadores, aponta o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto. “Com a implementação dos Destinos Turísticos Inteligentes, tendência que já tem se consolidado no exterior, vamos aumentar o desenvolvimento e a competividade dos destinos brasileiros, além de garantir experiências ainda melhores aos visitantes”, acrescenta Machado Neto.

Em Salvador, além das oficinas de avaliação, foram realizadas visitas técnicas a pontos turísticos estratégicos da cidade, como os espaços culturais Carybé das Artes e Pierre Verger da Fotografia Baiana, localizados nos fortes São Diogo e Santa Maria, na Barra. E, ainda, ao Hub Salvador – um espaço situado na zona portuária da cidade voltado à inovação, com apoio a startups e pequenas empresas do município, que também incentivou a revitalização da região.

A comitiva também conheceu o Museu da Gastronomia do Senac, localizado no Pelourinho e que atua para destacar o patrimônio gastronômico da cidade, formando jovens ao mercado de trabalho. Outros pontos visitados foram edifícios históricos, como a Casa do Carnaval, além da Praça Castro Alves.

A coordenadora de Inteligência de Mercado do Ministério do Turismo, Andrea Guimarães, explica que a visita aos atrativos é uma extensão das oficinas e possibilitam verificar in loco como estes se encaixam nos eixos estruturantes já definidos no projeto-piloto. “O trabalho de implementação da Metodologia DTI acontece por meio de oficinas em formato híbrido – presencial e remoto –, que possibilitam avaliar as ações já em curso nos municípios, a delimitação do alcance inicial do projeto e o planejamento de curto e longo prazo de aplicação da metodologia, que culmina no Plano de Transformação do Destino”, detalha.

As oficinas realizadas em Salvador contaram com a participação do secretário municipal de Cultura e Turismo (Secult), Fabio Mota, e do diretor de Turismo da Secult, Antonio Barreto. Também foram convidados representantes de outras áreas do governo local, como a Companhia de Governança Eletrônica de Salvador (Cogel) e a Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia, além de integrantes do setor de turismo local.

“Essa visita vai nos ajudar a aperfeiçoar os critérios para que Salvador possa se caracterizar como destino inteligente. É uma vitória para nós e estamos muito felizes por estarmos entre as dez cidades do país que têm potencialidade e capacidade para esse projeto. Isso agrega valor ao produto Salvador e vai atrair outros visitantes”, destacou o secretário Fábio Mota.

DESTINOS INTELIGENTES – Um Destino Turístico Inteligente é um destino inovador, sustentável e comprometido com ações que impactam positivamente na qualidade de vida dos habitantes e na experiência dos turistas. É caracterizado, assim, por ofertar a seus visitantes produtos e vivências únicas, inovadoras e de excelência, desde o momento do planejamento, da contratação até a utilização dos serviços. No Brasil, o projeto tem como base a estruturação e a convergência de nove pilares: governança, inovação, tecnologia, acessibilidade, sustentabilidade, criatividade, marketing, mobilidade e segurança.

A iniciativa foi lançada em janeiro deste ano pelo Ministério do Turismo em parceria com o instituto argentino Ciudades Del Futuro, cuja metodologia conta com a chancela da Sociedade Mercantil Estatal para a Gestão da Inovação e as Tecnologias Turísticas (SEGITTUR), da Espanha – instituição referência no segmento.

Duas cidades, representando cada uma das cinco regiões do Brasil, participam do projeto-piloto: Rio Branco/AC e Palmas/TO (Norte); Recife/PE e Salvador/BA (Nordeste); Campo Grande/MS e Brasília/DF (Centro-Oeste); Florianópolis/SC e Curitiba/PR (Sul); Rio de Janeiro/RJ e Angra dos Reis/RJ (Sudeste).

Para os próximos dias, estão programadas visitas a outras cidades, como Rio de Janeiro e Angra dos Reis, além de Rio Branco (AC). Em julho, já haviam sido visitados os destinos de Curitiba (PR) e Brasília (DF).

Por Amanda Costa

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Artigos relacionados
DESTINOS

MGM Grand em Las Vegas está recebendo 'Friends'

Fãs do clássico da televisão “Friends” podem ir até Las Vegas para uma experiência interativa no 30º aniversário de sua…
DESTINOS

SP dá início à revitalização do Centro Histórico de Santos

A Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de SP (Setur-SP) inaugurou dois trechos da revitalização da rua Tuyuti, na…
DESTINOS

Maceió e Porto de Galinhas, destinos preferidos para férias no Nordeste, segundo Operadoras de Viagens - BRAZTOA

O inverno chegou, mas os brasileiros seguem buscando sol e calor para aproveitar as férias de julho. E dos destinos…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :