Notícias

MTur indica três representantes brasileiras para concurso internacional de “Melhores Vilas Turísticas”

Ministério do Turismo concluiu a seleção interna das candidaturas brasileiras que representarão o país no concurso “Melhores Vilas Turísticas” do mundo em áreas rurais. Organizado pela Organização Mundial do Turismo (OMT), cada país, por meio de suas autoridades máximas de turismo, pôde indicar até três destinos. Os representantes brasileiros são: o distrito de São Bartolomeu, em Ouro Preto (MG), o distrito de Alberto Moreira, em Barretos (SP), e a Vila do Enxaimel, localizada em Pomerode (SC). O resultado do concurso deve ser anunciado durante a Assembleia Geral da OMT, que ocorrerá em Marraquexe, no Marrocos, ainda neste ano.

“Acreditamos que esta iniciativa deve contribuir para impulsionar o turismo rural, evidenciando as belezas e experiências únicas que podemos oferecer no Brasil, além de possibilitar a troca de experiências e o desenvolvimento sustentável desse segmento”, destaca o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

O objetivo é identificar aldeias ou vilarejos, ou seja, povoados ou cidades de pequeno porte que adotem estratégias inovadoras e transformadoras para o turismo em áreas rurais, alinhadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) – um conjunto de metas em temas fundamentais para o desenvolvimento humano, como redução das desigualdades, padrões sustentáveis de produção e de consumo e crescimento econômico inclusivo.

Distrito São Bartolomeu, em Ouro Preto (MG) – O distrito é conhecido como terra dos doces artesanais, que podem ser encontrados no comércio local, em eventos e nas casas dos moradores. Inclusive, a tradição dos doces de frutas possui registro como patrimônio imaterial de Ouro Preto desde 2008. Entre as festividades mais populares do distrito estão a Festa Cultural da Goiaba, com degustação de doces, exposições, sorteios e shows, e a Festa de São Bartolomeu e do Divido Espírito Santo.

Além de atrativos gastronômicos e religiosos, a Vila também recebe visitas de quem busca contato com natureza e tranquilidade. Localizada a cerca de 18 km de Ouro Preto, a vila foi fundada no século XVII por bandeirantes em busca de ouro e é uma das mais antigas do estado de Minas Gerais.

Distrito Alberto Moreira, em Barretos (SP) – Com características de uma cidade de interior, o distrito, que fica a 15 minutos de Barretos, tem no turismo um pilar fundamental de sua economia. Oferece tranquilidade e a gastronomia como atrativos únicos. Em sua culinária típica estão, por exemplo, a queima do alho, carne de porco em lata, costela assada e boi no rolete. Os pratos têm ligação com a história da cidade.

Outro ponto forte do distrito é o artesanato, incluindo doces artesanais. O contato com a natureza também é o carro-chefe. Lá, é possível, por exemplo, realizar passeios a cavalos, pôneis e carros de boi, possibilitando experiências aos turistas. O distrito também alia o turismo religioso e o cicloturismo, por meio da Rota das Capelas. E, ainda, conta com festas populares religiosas, realizadas anualmente entre os meses de maio e setembro.

Vila do Enxaimel, em Pomerode (SC) – Localizado na região do Vale do Itajaí, a Rota Enxaimel é considerada a principal região para a preservação da cultura e tradições germânicas no país. Enxaimel é uma antiga técnica construtiva caracterizada por tijolos e vigas aparentes de madeira.

Oferece experiências relacionadas ao patrimônio imigratório, produtos agrícolas e coloniais, artesanato, trilhas ecológicas e atividades esportivas. Entre os atrativos de destaque estão, por exemplo, parques, museus e cervejarias. A região também é cercada por natureza.

BENEFÍCIOS – Após a divulgação do resultado do concurso mundial, por meio de um selo, a OMT identificará as “Melhores Vilas Turísticas”, que servirão de exemplo de destinos rurais na relação com bens culturais e naturais, a preservação e a promoção de valores rurais e comunitários e a defesa da inovação e da sustentabilidade nos aspectos econômicos, sociais e ambientais.

A OMT também disponibilizará um programa de apoio a aldeias e vilas que não tenham sido classificadas, neste primeiro momento, para obter o selo. E, ainda, criará uma rede para a troca de experiências, boas práticas, conhecimentos e oportunidades de desenvolvimento do turismo rural.

Por Amanda Costa

Assessoria de Comunicação do Ministério do TurismoCategoriaViagens e Turismo

FOTO: ASCOM PREFEITURA DE JOINVILLE

Artigos relacionados
Notícias

Piranhas, destino turístico em Alagoas, recebe investimentos em energia elétrica

Piranhas é um dos principais destinos turísticos de Alagoas,  município localizado a 300 quilômetros de Maceió, no alto Sertão, na…
Notícias

Linha de crédito para o turismo registra mais de 4 mil contratos assinados, preservando cerca de 39 mil empregos

OFundo Geral do Turismo (Fungetur), que viabiliza linhas de crédito específicas para o setor, foi acessado por mais de quatro…
Notícias

Embratur discute incentivo para os municípios

A Confederação Nacional de Municípios (CNM), representada pela área técnica de turismo, participou de uma reunião, na última quinta-feira, 09…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :