CIA AÉREASNotícias

Financiamentos para o setor de Turismo já superam em 19% contratos assinados no ano passado

s recursos do Fundo Geral de Turismo (Fungetur), operado pelo Ministério do Turismo, já possibilitaram a realização de 3.493 operações de crédito totalizando R$ 870,2 milhões distribuídos a empreendedores do setor de turismo apenas nos primeiros nove meses deste ano. Com isso, os valores contratados já ultrapassam em 19% o montante registrado no ano passado (R$ 728,6 milhões) e possibilitaram que mais de 27 mil postos de trabalho pudessem ser mantidos ou criados. Se comparado a 2019, os valores contratados neste ano foram ainda maiores, com um crescimento de 618% (R$ 121,1 milhões).

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destaca que diante da pandemia de Covid-19, o governo federal ampliou os recursos disponibilizados para o setor de turismo. “Com mais recursos disponíveis, conseguimos ampliar a oferta de crédito aos trabalhadores do setor, bem como as contratualizações, reduzindo os impactos na vida e nos negócios de quem tira do Turismo o seu sustento. Desta forma, desde o ano passado, cerca de 69 mil empregos puderam ser preservados ou mantidos a partir dos recursos do Fungetur, mesmo em meio a pandemia,” observa.

A maior parte dos recursos disponibilizados neste ano permaneceram com foco no capital de giro (90%) – dinheiro necessário para bancar o funcionamento de uma empresa –, representando R$ 790,5 milhões. Já para aquisição de bens foram contratualizados R$ 57,6 milhões, seguidos de R$ 22 milhões para a realização de obras.

Até o momento, por meio do crédito extraordinário do Fungetur, foi contratado R$ 1,4 bilhão com taxas (de até 5% ao ano, acrescida da Selic) e prazos (até 240 meses) diferenciados para auxiliar empreendimentos turísticos de todo o país.

A secretária nacional de Atração de Investimentos, Parcerias e Concessões, Débora Gonçalves, aponta que os recursos disponibilizados beneficiaram, sobretudo, empresas de pequeno porte. “O Fungetur é uma linha de financiamento com recursos do Ministério do Turismo destinada, preferencialmente, aos segmentos de micro, pequenas e médias empresas. Por isso, de todo o recurso contratado neste ano, 99,8% (R$ 868,7 milhões) atenderam a esse público, sendo fundamentais para evitar o fechamento destas empresas durante a pandemia”, disse.

ACESSO AO FUNGETUR – Para acessar a linha de crédito, os empreendedores que atuam no setor de turismo precisam ter registro no Cadastur (Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos) e procurar uma das instituições financeiras credenciadas a operar o Fungetur. As instituições financeiras, por sua vez, farão a análise dos pedidos e aprovação da liberação dos recursos.

Os recursos podem ser usados para capital de giro; aquisição de bens, como máquinas e equipamentos; realização de obras de construção, modernização e ampliação para a retomada das atividades; além de reformas em geral em empreendimentos paralisados pela pandemia.

Para saber mais acesse AQUI.

Por Amanda Costa

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Artigos relacionados
CIA AÉREAS

Delta adiciona voos entre Orlando e Londres

A Delta lançará serviço sazonal de inverno em outubro entre Orlando e Londres Heathrow. A rota quatro vezes por semana…
CIA AÉREAS

Centro Digital de Aviação em Portugal vai acelerar a transformação digital e impulsionar a inovação para a TAP

Na sequência da parceria com a TAP, a Tata Consultancy Services (TCS), fornecedor global de consultoria e tecnologia de TI,…
Notícias

Mais de 36,7 mi de passageiros voaram pelo país de janeiro a maio deste ano

A movimentação de passageiros em voos dentro do Brasil continua crescendo em 2024. De janeiro a maio deste ano, mais…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :