MEIO AMBIENTE

MTur destaca importância do turismo sustentável para o desenvolvimento do litoral brasileiro

Desenvolvimento da costa brasileira é discutido em encontro nacional. Crédito: Vitor Jubini/MTur

OMinistério do Turismo participou na última terça-feira (09.11) do 14º Encontro Nacional de Gerenciamento Costeiro. O evento virtual, que acontece até 14 de dezembro, tem o objetivo de construir diretrizes e ações para a consolidação da gestão costeira no Brasil e promover a importância da preservação ambiental. Veja a programação do Encontro AQUI.

Representando o MTur, a diretora de Inteligência Mercadológica e Competitiva do Turismo substituta, Rafaela Lehmann, destacou como o turismo – em especial o turismo sustentável – pode ser um vetor para o desenvolvimento das orlas do país.

“O turismo é uma ferramenta de desenvolvimento sustentável porque, além de gerar emprego e renda, estimula a inclusão, promove a valorização sociocultural e a potencialização da sustentabilidade, pois concilia desenvolvimento e preservação. O turismo depende da preservação ambiental dos destinos visto que, se os recursos forem exauridos, os destinos perdem sua atratividade”, ressaltou.

Lehmann comentou que as novas tendências do turismo são favoráveis ao desenvolvimento da costa brasileira, uma vez que os turistas estão cada vez mais conscientes e buscando destinos de natureza, o contato com as comunidades locais, o bem físico e mental, além de vivencias autênticas. “O Brasil tem uma vocação para o turismo de natureza e nós precisamos manter essa competitividade a partir do turismo sustentável e da preservação”, completou.

A diretora substituta destacou ainda que o Ministério do Turismo tem participação ativa nas agendas de desenvolvimento turístico do litoral brasileiro, a exemplo do Projeto Orla. A Pasta participa da Coordenação Nacional do Projeto, que é uma iniciativa voltada ao aprimoramento da gestão e ordenamento das Orlas Federais brasileiras. “O projeto traz diversos benefícios para a atividade turística, como a qualificação urbana e ambiental das praias, além do controle das ocupações das orlas”.

Além disso, o Ministério do Turismo integra o júri do Bandeira Azul, certificação internacional dedicada à gestão de praias, marinas e embarcações de turismo. “Este tipo de prática é excepcional para a gente se posicionar como um destino sustentável. O turista que visita o litoral vai encontrar praias preservadas e com todas as prerrogativas de qualidade e acessibilidade”, afirmou. Saiba mais AQUI

“Também atuamos no âmbito do planejamento integrado e da gestão compartilhada, tendo uma integração com outras Pastas, o que evita o desperdício de recursos públicos. Isso também nos ajuda a entender quais são os gargalos, quais são as necessidades de cada município e, dessa forma, podemos criar estratégias para priorizar os investimentos”, finalizou.

Por Vanessa Castro

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Foto: Vitor Jubini

Artigos relacionados
MEIO AMBIENTE

Inscrições para Prêmio Braztoa de Sustentabilidade 2024 terminam na segunda-feira (24)

Faltam poucos dias para o encerramento das inscrições no Prêmio Braztoa de Sustentabilidade 2024. Até a próxima segunda-feira, dia 24…
MEIO AMBIENTE

Brasil amplia em 16% número de praias e marinas indicadas para receberem a Bandeira Azul

Em mais um ano consecutivo, o Brasil deve ter número recorde de praias e marinas aptas a receberem a certificação…
MEIO AMBIENTE

Embratur e Instituto Semeia assinam acordo para promoção internacional de parques naturais do Brasil

A Embratur assinou um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) com o Instituto Semeia, organização filantrópica que trabalha para promover a…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :