AEROPORTOS

Turistas brasileiros são deixados pela TAP no aeroporto de Lisboa e cobram assistência

Dezenas de turistas brasileiros estão desde ontem no aeroporto Humberto Delgado em Lisboa, aguardando alguma informação da companhia aérea TAP para embarcarem de volta ao Brasil. A companhia deixou de embarcar vários brasileiros e segundo as denuncias realizadas pelos passageiros, a rede de televisão SIC TV de Portugal, não tiveram nenhuma assistência por parte da empresa, como hotéis, alimentação ou qualquer ajuda, como teriam se estivesse no Brasil.

Muitos brasileiros estão há mais de 24 horas no aeroporto sem nenhuma informação ou ajuda da TAP e aguardam em uma fila formada em frente ao guichê da empresa, sem serem atendidos. A embaixada brasileira em Lisboa foi comunicada do fato e a perspectiva é de um pronunciamento oficial das autoridades brasileiras.

Em mensagem enviada a Agência Lusa teve acesso, e assinada pela diretora de tripulantes da cabine, por Mónica Chaby, a TAP apela para que os profissionais se possam voluntariar para funções que não ocupam normalmente.

“Em resposta à crescente falta de tripulantes resultante do súbito agravamento da situação pandémica, decidiu a administração da empresa, como derradeira medida para evitar o cancelamento de voos e os danos financeiros e de imagem deles decorrentes, apelar à contribuição de todos os tripulantes devidamente qualificados para colmatar as lacunas que se verificam na operação”, lê-se no documento.

“Nesse sentido, têm sido realizados pelo SOE [Serviço de Operações e Escalas] convites a tripulantes CCB [chefes de cabine] para operarem na função de CAB [comissários/assistentes de bordo] em voos para os quais não foi possível completar a tripulação pelos processos normais, sendo este tipo de convite utilizado apenas como último recurso depois de esgotadas todas as alternativas de solução no dia da operação, e de forma a evitar o cancelamento iminente do voo”, informou a companhia.

A TAP ressalvou que “esta solicitação não pretende constituir qualquer tipo de pressão, sendo simplesmente um pedido extraordinário de ajuda para ultrapassar a imprevisibilidade e complexidade que a atual situação representa para a gestão das tripulações, em consequência do elevado número de tripulantes em isolamento, e dos muitos voos em risco de cancelar”.

A companhia indicou depois que “diariamente tem havido um elevado número de baixas, tendo-se atingido um pico diário de cerca de 80 ocorrências, e, só entre os dias 31 de dezembro e 01 de janeiro foram efetuados 24 cancelamentos”.

Na mensagem, a diretora de tripulantes reconheceu que “este convite extravasa claramente os princípios estabelecidos em AE [acordo de empresa]”, deixando “inteiramente ao critério individual, e em total liberdade, o sentido da resposta ao mesmo”.

“Apelamos à vossa compreensão para a excecionalidade da atual conjuntura e esperamos poder ultrapassar rapidamente esta situação disruptiva e restabelecer a normalidade da operação”, rematou.

Em novembro, o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) criticou a gestão de operações da TAP e avançou com uma queixa à Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), segundo uma mensagem aos associados, devido a um ‘donwngrade’ de alguns profissionais.

Na comunicação, a que a Lusa teve acesso, a estrutura sindical criticava a forma como a transportadora tinha realizado o planeamento das semanas seguintes, que incluíam datas festivas, tendo a empresa decidido efetuar o ‘downgrade’ de 40 Chefes de Cabine de Médio Curso e de 20 Chefes de Cabine de Longo Curso.

“Este ato unilateral da empresa demonstra, uma vez mais, que ao contrário do que afirma a administração e publicita em vários órgãos de comunicação, a ‘gestão da operação’ não está ajustada à realidade atual e ao número de tripulantes necessário”, referiu, nessa altura.

Artigos relacionados
AEROPORTOS

Aeroporto Internacional de Belém tem melhor mês de maio de sua história

Com investimentos do Governo do Estado, o Pará se destaca com incremento da malha aérea, aumento da conectividade e o…
AEROPORTOS

Aeroporto de Caxias do Sul recebe autorização para receber voos internacionais não programados

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) publicou no Diário Oficial da União (DOU) a Portaria nº 14.831, de 17 de…
AEROPORTOS

Aeroportos portugueses têm movimentação histórica em abril

Dados do o Instituto Nacional de Estatística (INE) apontam que os aeroportos portugueses tiveram a circulação, em abril, de 6…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :