ALAGOAS

Pelas ruas de Maceió: Conheça 4 destinos históricos da capital alagoana

Como um destino que une história e belezas naturais indiscutíveis, Maceió também oferece para seus visitantes lugares inesquecíveis para conhecer e aprender mais sobre a cidade. As ruas da capital alagoana, conhecida como o caribe brasileiro, carregam em suas esquinas muitas histórias e curiosidades para quem quer conhecer mais sobre Alagoas.

Jaraguá

O bairro de Jaraguá é um dos lugares que merecem uma visita pelos apreciadores de história. O desenvolvimento do local deve-se, principalmente, ao seu porto, que transformou o bairro num imenso comércio com diferentes tipos de negócios e tornou o local um centro comercial de grande importância, sendo ocupado por bonitos sobrados a partir da segunda metade do século XIX.

O imponente prédio da Associação Comercial de Maceió, em estilo greco-romano, ajuda a compor o cenário histórico. As escadarias em mármore e as luminárias proporcionam um bonito visual, aliado à arquitetura do prédio. Dentro da Associação, funciona o Museu do Comércio de Alagoas, que aborda a história de Maceió e do Estado do ponto de vista econômico, com peças referentes ao comércio desde o início do século XX –  como escrivaninhas, máquinas de escrever, livros de estatística do Porto de Maceió, balanças de medidas, prensa, tipografias e outros objetos.

Marechal Deodoro da Fonseca

Poucos sabem, mas antes de Paraíso das Águas, Maceió era chamada de Cidade Sorriso, em especial diante da beleza de suas praças, tão adoradas pelos maceioenses. Indo em direção ao centro da cidade nos deparamos com a Praça Deodoro, também conhecida como Praça Marechal Deodoro da Fonseca, uma das praças mais simbólicas da capital alagoana, tendo sido batizada com o nome do primeiro presidente do Brasil.

Na praça estão alguns dos símbolos da vida cultural da cidade, como a Academia Alagoana de Letras, o Teatro Deodoro e, claro, falando da vida político-jurídica, a sede do Tribunal de Justiça do Estado.

O Teatro Deodoro, herança histórica de Alagoas, conta com o toque do arquiteto italiano Luigi Lucarini, que trouxe modernidade e conforto aliados à arquitetura do prédio. Outros destaques da Praça Deodoro são a sede do Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas e o prédio da Academia Alagoana de Letras, importante monumento para a história de Maceió, que conta com 40 cadeiras numeradas, cada uma delas homenageando um alagoano ilustre.

Praça Dom Pedro II

Ainda no centro de Maceió, outra praça que traz vida a história da capital é ponto de parada obrigatória para os visitantes. Sendo berço de um dos monumentos mais grandiosos de Maceió, a praça Dom Pedro II, onde está localizada a Catedral de Maceió, é um dos destinos que não pode faltar na lista dos apreciadores de história. A praça é rodeada de prédios imponentes e de relevância histórica para o estado, como a Biblioteca Pública, a Assembleia Legislativa, o Ministério da Fazenda e a Catedral Metropolitana.

Apesar de reunir estilos arquitetônicos diversificados, em função das várias intervenções desde a fundação, em 1859, a Catedral de Maceió, principal monumento da praça, não perdeu sua harmonia. O edifício é apadrinhado por Nossa Senhora dos Prazeres, padroeira da cidade, e traz características neoclássicas e modernas, presente no altar em alvenaria substituindo o original com retábulo de madeira. O charme da catedral fica por conta das cancelas de madeira, dos candelabros de prata e dos púlpitos com dossel decorados com filetes de ouro.

Praça dos Martírios

Por último, mas não menos importante, chegamos na parada final do nosso city tour. Ainda no centro de Maceió, desta vez na praça que leva o nome do segundo presidente do Brasil, Floriano Vieira Peixoto. O espaço, também conhecido como Praça dos Martírios, foi inaugurado no dia 24 de dezembro de 1908 e é o lar do Palácio Floriano Peixoto e da Igreja dos Martírios.

Desde o ano de 2006, o prédio é sede do Museu Histórico de Alagoas, parte integrante do conjunto arquitetônico dos Martírios. O acervo do Museu Palácio Floriano Peixoto (Mupa), é constituído do mobiliário dos séculos XIX e XX, prataria, cristais, objetos decorativos e de quadros de pintores que fazem parte da rica história de Alagoas.

Texto: William Makaisy

Fotos: Lucas Meneses

Artigos relacionados
ALAGOAS

Com aumento de 70%, Alagoas lidera ranking de vendas da CVC no 1º semestre de 2024

O crescimento do turismo em Alagoas tem sido contínuo. Prova disso é que o nosso estado lidera o ranking de…
ALAGOAS

Paulo Dantas solicita liberação de R$ 4, 5 milhões para ampliação do Centro de Convenções de Maceió

O governador Paulo Dantas esteve reunido com o ministro do Turismo, Celso Sabino, na quarta-feira (18), em Brasília, para tratar…
ALAGOAS

Projeto Cine Misa retorna e proporciona imersão na história do audiovisual alagoano

O Museu da Imagem e do Som de Alagoas (Misa), equipamento gerenciado pela Secretaria de Estado da Cultura e Economia…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :