NEGÓCIOS

Algarve é o destino mais barato na zona Euro para os britânicos

Considerada um dos locais mais belos da Europa, a região do Algarve, em Portugal, foi apontada como o destino mais barato para as férias deste verão de 2022. A informação foi da “Holiday Money Report 2022” do Post Office UK, que analisou 36 destinos a nível mundial, comparando os preços de refeições, bebidas e outros itens essenciais que os turistas britânicos provavelmente comprarão no exterior.

A análise efetuada revela que os preços praticados no Algarve são 25% mais baixos que na Costa del Sol, na Espanha, por exemplo. O ranking é liderado por Marmaris, cidade turística mediterrânea ao longo da Riviera Turca (também conhecida como Costa Turquesa), classificando-a como o destino de férias mais acessível para 2022, com um total de 31,45 euros, para um cabaz de oito produtos considerados como representativos para os turistas comprarem durante as suas estadias de verão.

De acordo com o Post Office UK, esses produtos incluem o preço de um jantar de três pratos para dois com vinho, uma garrafa de cerveja, um copo de vinho, uma lata de Coca-Cola, uma garrafa grande de água, um café, protetor solar e repelente de insetos, que os turistas podem adquirir todos por 31,45 euros na Turquia, aparecendo em segundo lugar a Sunny Beach, na Bulgária, onde os mesmos produtos podem ser adquiridos por um preço de 31,52 euros.

Já no Algarve (em 3.º lugar), revela o estudo, esses mesmos oito produtos têm um preço total de 53,49 euros.

A Madeira, ou melhor, o Funchal aparece classificado em 8.º lugar, atrás da Cidade do cabo (África do Sul, em 4.º lugar), Paphos (Chipre, em 5.º), Costa del Sol (Espanha, em 6.º) e Mombassa (Quénia, em 7.º), com um custo total de 77,18 euros pelos mesmos oito produtos.

Na última posição do ranking aparece Reykjavik, na Islândia, indicando a análise do Post Office UK um preço total de 190,4 euros.

Ainda no que toca aos preços, as maiores quebras de preços – comprando 2022 com 2020 – foram verificadas em Tamarindo, na Costa Rica (descida de 50,3%), seguindo-se Marmaris, na Turquia (descida de 45,2%) e Phuket, na Tailândia (quebra de 29,3%).

Já a região do Algarve aparece com uma descida nos preços de 20%.

Nick Boden, chefe do Post Office Travel Money, conclui que “há vantagens em fazer o trabalho de casa no que toca ao destino de férias, já que houve muitas pessoas a não viajar nestes dois últimos anos. O consumidor precisa de estar cientes de que os preços subiram acentuadamente em alguns destinos e caiu significativamente noutros”.

Daí o responsável aconselhar “fazer-se uma lista de destinos e comparar os custos antes de reservar uma viagem.”

Artigos relacionados
NEGÓCIOS

ABEAR: malha aérea de julho terá crescimento de 10,62% no Nordeste

A oferta de voos domésticos na temporada de férias escolares, em julho, terá crescimento de 10,62% na Região Nordeste, em…
NEGÓCIOS

Entrada de turistas estrangeiros no Brasil cresce 14,8% em maio na comparação ao mesmo período de 2023

mundo voltou a olhar o Brasil e reconhecer seu potencial turístico. É o que demonstra o mais recente dado de…
NEGÓCIOS

Mexicana de Aviación encomenda 20 jatos E2 da Embraer

A Mexicana de Aviación, companhia aérea estatal do México, fez um pedido de 20 jatos E2 da Embraer (NYSE: ERJ;…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :