Cotidiano

Referência em saúde da mulher, Pilar sedia 1º Encontro de Mulheres de Alagoas

A cidade de Pilar foi palco de mais um importante evento nesta sexta-feira (25). É que mais de 200 mulheres de 21 municípios alagoanos estiveram no Centro Cultural Mestra Bida, na Chã do Pilar, para o 1º Encontro de Mulheres de Alagoas, realizado pelo Levante Feminista de Alagoas, com o apoio da Prefeitura Municipal.

O encontro reuniu representantes de vários movimentos de mulheres e contou com palestras sobre temas diversos, além da formação de grupos de trabalho que discutiram, entre outros assuntos, a importância de a mulher ocupar cada vez mais espaços de poder na sociedade. 

A campanha mundial ’21 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher’ – que segue até 10 de dezembro –  também foi lembrada. Houve, ainda, o lançamento do livro intitulado ‘A Prateleira do Amor: sobre mulheres, homens e relações’, da professora Valeska Zanello.

“Nós debatemos, prioritariamente, a construção de políticas públicas em defesa dos direitos da mulher. Foi um momento muito importante porque conseguimos reunir movimentos da capital e interior do estado já neste primeiro encontro cujo foco foi o protagonismo feminino”, afirmou a fundadora do Centro de Defesa dos Direitos da Mulher, advogada Paula Lopes.

Quem também marcou presença no encontro foi a deputada estadual Fátima Canuto, que destacou as ações do Município voltadas, sobretudo, à saúde da mulher. 

“O prefeito de Pilar [Renato Filho] atendeu de pronto ao meu pedido para criar a Casa da Mulher Pilarense, que garante consultas, exames e vários outros serviços, mas também presta assistência jurídica e psicossocial a dezenas de vítimas de violência. Pilar, inclusive, tem uma vice-prefeita, o que já demonstra o cuidado da atual gestão”, disse Canuto.

Na oportunidade, a deputada lembrou, ainda, a criação da Patrulha Municipal Maria da Penha – cuja equipe de guardas municipais foi especialmente capacitada para assistir as pilarenses vítimas de qualquer forma de agressão –, além das ações em prol da mulher na Assembleia Legislativa. 

“Fui presidente por dois anos da Comissão da Mulher e também pude contribuir para o combate à violência. A Lei do Sinal Vermelho e o aplicativo Salve Maria [que possui um botão do pânico para prioridade no atendimento à mulher] são um exemplo disso”, emendou.

Artigos relacionados
Cotidiano

IGPS realiza “Curso de atualização em Sala Vermelha”, no município de Jacuípe (AL)

O Instituto de Gestão de Políticas Públicas Sociais – IGPS promoveu o “Curso de atualização em Sala Vermelha”, no município…
Cotidiano

Prefeitura de Pão de Açúcar (AL) inaugura Museu de Arte e Cultura Joãozinho Lisboa

A Prefeitura de Pão de Açúcar inaugura, nesta sexta-feira, 5, às 19h, o Museu de Arte e Cultura Joãozinho Lisboa,…
Cotidiano

Prefeita Lívia Carla inaugura a nova Praça de Santa Luzia e anuncia vários investimentos

O munícipio de Barra de santo Antônio testemunhou a realização de um sonho longamente aguardado: a inauguração oficial da Praça…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :