Destaques

Turismo e Economia: o impacto do Réveillon Celebration em Alagoas

O Réveillon Celebration celebra 20 anos em sua edição 2023. Em números, o maior réveillon all inclusive do Brasil soma mais de 200 mil participantes e mais de 1.800 empregos gerados– com público de todos os estados do Brasil.

A economia gerada em cada edição do Réveillon Celebration pode ser traduzida em números de sucesso crescente, que reflete no desenvolvimento econômico de Alagoas no mercado do entretenimento. 

A primeira edição, realizada em 1993, na Praia de Ponta Verde, reuniu cerca de 700 pessoas e gerou cerca de 300 empregos diretos e indiretos. Já em sua edição 2022, a festa recebeu 15 mil pessoas – gerou 1.800 empregos -entre fornecedores, equipe administrativa, montagem, segurança, alimentação, limpeza, translado, marketing, comunicação, montagem de palco, produção e pós-produção, entre outros.

“O Réveillon Celebration surgiu em 2003, como uma nova proposta de festa que fugia dos padrões dos hotéis – uma celebração descontraída para receber o ano que estava chegando. Eu e meu irmão Neto Feitosa e os amigos João Paulo, Tarso Sarmento, Rafael Brito e Gaspar Carvalho juntamos força, ideias e inovação e nascia ali o Maior e mais duradouro Réveillon All Inclusive do Brasil. Nascia o Réveillon Celebration”, afirma Sérgio Feitosa – realizador do Réveillon Celebration

Maceió recebeu em 2012, o selo ‘Capital do Réveillon’ – pelas festas que são realizadas e por receber turistas para a semana que antecede e o dia 31. 

A Superintendente no Maceió Convention & Visitors Bureau, Danielle Novis – que em 2012 respondia pela pasta do turismo estadual, lembra da importância do selo como referência para as festas. 

“O diferencial de outros destinos era justamente o calendário ser de eventos que aconteciam durante uma semana e não apenas dia 31. Esse diferencial estratégico aumentava a permanência dos turistas na cidade e se apresentava como estratégia comercial de comercialização do destino. Somava-se a isso, o período de alta temporada de verão, que já despertava um interesse natural pelo destino” – diz Novis.

A estratégia de “envelopar” o réveillon como um produto turístico fez diferença entre os destinos concorrentes. A união entre os eventos se apresentando como um calendário único que evidenciava o ‘Destino Maceió’, e em segundo momento Alagoas com o surgimento de outros eventos em outras localidades.

O segmento de turismo e sua cadeia de eventos e viagens são um grande gerador de ocupação, emprego, renda e arrecadação de impostos. Essa movimentação impacta de forma gigantesca toda uma cadeia produtiva. Seja a cadeia direta, fornecedores envolvidos na produção e execução do evento (gera postos de trabalho para população local), seja na indireta que são os serviços e produtos agregados a essa movimentação flutuante de fluxo turístico. 

Sem deixar de mencionar em impactos qualitativos “imateriais“. O participante do evento, se bem atendido e satisfeito com a experiência vivida se configura em um potencial cliente/turista do destino e de próximos eventos, afirma a Superintendente no Maceió Convention & Visitors Bureau.

Os participantes de eventos, de um modo geral, vem ao destino pela programação oferecida, mas nos demais horários de sua trajetória de viagem (fora do evento) consomem e usufruem de diversos produtos e serviços movimentando toda essa cadeia produtiva.

“Manter um evento durante 20 anos com uma preocupação de evolução, crescimento e inovação é um grande desafio. A constância da credibilidade ao evento e ao destino onde ele acontece, pois é possível fidelizar esse público, seja local, ou de turistas. Faz com que a população se  aproprie do evento. Sem deixar de mencionar que durante a pandemia o segmento de eventos foi um dos mais comprometidos e mesmo assim, se adequando as exigências do momento e novo formato o evento não deixou de acontecer. O Réveillon Celebration já é uma marca alagoana . Credencia Maceió como um dos destinos de virada de ano e férias” garante Novis. 

Para o economista e professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Cícero Péricles, um evento como o Réveillon Celebration, realizado há 20 anos, auxilia a atividade do turismo ao fazer a divulgação nacional do destino Alagoas, atraindo mais visitantes; e ao mobilizar, temporariamente, um grande conjunto de pequenas empresas e de trabalhadores envolvidos em suas atividades.

“Um dos segmentos mais impactados com as festas de réveillos e a semana que antecede é a rede hoteleira e de alimentação. Neste movimento, chama a atenção tanto os investimentos em novos empreendimentos no setor como o número crescente de empregos gerados pelos hotéis e pousadas, que formam sua rede de hospedagem, assim como nos bares e restaurantes vinculados ao turismo estadual”, afirma o economista.

O Réveillon Celebration soma números ao longo das edições: mais de 80 artistas já passaram pelo palco da festa da virada ao longo de duas décadas. O que reflete no comércio e na geração de emprego e renda em toda Alagoas. 

“Nas últimas duas décadas, o turismo em Alagoas vem se firmando como um dos destaques da economia estadual pela capacidade de ampliação da rede de hospedagem, espalhada na capital e nos municípios do interior; e pela geração de empregos no setor de serviços. Esse crescimento levou o destino turístico alagoano para uma posição privilegiada na região Nordeste, logo depois de estados maiores, como a Bahia, Ceará e Pernambuco”, diz Cícero Péricles.

A Secretaria de Turismo de Alagoas lançou a campanha ‘Vira ano, Vira Alagoas’ que busca promover e consolidar o produto, que promete aquecer o turismo local nas festas de final de ano. O filme será apresentado em feiras e eventos do setor para os agentes de turismo e operadoras que pretendem vender Alagoas também como o destino do Réveillon.

Esse ano, o Réveillon Celebration completa 20 anos e reúne um time de peso em seu palco 360º: Gusttavo Lima, Nadson-O Ferinha, Mari Fernandes e Dennis, para receber 2024 numa festa exclusiva e pensada para seu público. Em uma mistura de ritmos musicais e um serviço de All Inclusive de excelência, a edição de 2024 promete ser O Melhor Celebration da História. A festa terá cinco áreas para receber o público: Arena Happiness, Make a Wish, Espaço Premium e Lounges Hope e Love.

Artigos relacionados
Destaques

Alagoas participa de roadshow pela América do Sul

O Destino Alagoas participa a partir desta semana do primeiro Roadshow Visit Brasil de 2024 promovido pela Embratur em cinco…
Destaques

Comunidades indígenas no Amazonas oferecem experiência turística única

As experiências imersas na cultura, costumes e história dos povos originários com experiências únicas caracterizam o etnoturismo, crescente segmento do…
Destaques

Ipanema é considerada a segunda melhor praia do mundo

em solo brasileiro que está localizada a segunda melhor praia do mundo. A Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro,…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :