NEGÓCIOS

Turismo nacional acumula alta de quase 8% de janeiro a setembro de 2023

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) reforçam o bom desempenho do turismo nacional ao longo de 2023. Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), o índice de atividades turísticas soma alta de 7,9% de janeiro a setembro frente ao mesmo período de 2022, com destaque para o transporte de passageiros (+1,8%).

Regionalmente, todos os 12 locais do país investigados na análise do Instituto registraram dados positivos, com mais força nos estados de São Paulo (6,3%), Rio de Janeiro (11,8%), Minas Gerais (17,5%), Bahia (13,9%) e Paraná (12,9%). Na comparação entre setembro de 2023 e o mesmo mês de 2022, o ramo apresenta um avanço de 6,4%, a 30ª taxa positiva seguida.

O ministro do Turismo, Celso Sabino, celebra os resultados e reforça o empenho do governo federal pelo fortalecimento do ramo. “Esses números comprovam o excelente momento do turismo nacional, que conta com várias ações do governo para ampliar seu crescimento e, consequentemente, contribuir com a crescente abertura de postos de trabalho e a geração de renda à população”, comenta.

Somente em setembro de 2023, o índice de atividades turísticas apresenta uma expansão de 1,5% frente a outubro. Com isso, o segmento de turismo se encontra 6,1% acima do patamar de fevereiro de 2020 – mês que marcou o início da pandemia de Covid-19 – e apenas 1,4% abaixo do ponto mais alto da série histórica, alcançado em fevereiro de 2014.

O desenvolvimento do setor é o foco de programas lançados recentemente pelo Ministério do Turismo. Um deles foi o Conheça o Brasil: Voando, parceria com o Ministério de Portos e Aeroportos e empresas aéreas para facilitar viagens no país. A estratégia envolveu ações como a criação de 94 novas rotas aéreas, que chegarão a 43 destinos de 17 Unidades da Federação.

Outra iniciativa organizada pelo MTur é o Programa Conheça o Brasil: Realiza, uma parceria também junto ao Ministério de Portos e Aeroportos e ao Banco do Brasil. O trabalho conjunto proporciona a disponibilidade de crédito facilitado a correntistas da instituição financeira para a realização de viagens.

Os números do IBGE corroboram outros indicadores do bom momento do turismo nacional. Também em setembro deste ano, visitantes estrangeiros fizeram gastos totais de US$ 566 milhões no Brasil, o maior valor no mês desde 1995, quando o Banco Central começou a contabilizar dados do tipo. No acumulado do ano, as despesas deste público superam R$ 24,6 bilhões.

Em 2023, até setembro, mais de 4,4 milhões de turista internacionais desembarcaram no país de acordo com um levantamento conjunto realizado pelo Ministério do Turismo, a Embratur e a Polícia Federal. O resultado representa um crescimento de 79% na comparação com o número alcançado durante todo o ano de 2022.

Artigos relacionados
NEGÓCIOS

Venda de passagens de ônibus tiveram aumento de 20% no carnaval

O transporte rodoviário tem se mostrado uma opção cada vez mais presente para quem quer aproveitar os atrativos turísticos brasileiros….
NEGÓCIOS

Cooperação Brasil-China na aviação civil leva à formalização de acordo em Pequim

Diretores da ANAC e representantes da Embaixada do Brasil na China, reuniram-se em Pequim com o administrador da Autoridade de…
NEGÓCIOS

Turismo paraense fecha 2023 com arrecadação de R$ 750 mi

O Pará está na boca do povo, seja nas letras de música ou como destino turístico! O fato é que…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :