ALAGOAS

Setur-AL entrega Plano de Desenvolvimento Sustentável de regiões turísticas do estado

Para promover o turismo sustentável nas regiões turísticas de Alagoas, o Governo do Estado, em conjunto com a Secretaria de Estado do Turismo de Alagoas (Setur), realizará nesta quarta-feira (22) a entrega dos Planos de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDITS). A cerimônia, no auditório do Palácio República dos Palmares, no Centro, marcará a finalização dos projetos desenvolvidos por cerca de um ano nas regiões turísticas de Caminho das Águas, Costa dos Corais e Cânions do São Francisco.

Durante a cerimônia, serão entregues os extensos documentos com as diretrizes para a implementação de ações para ordenar o desenvolvimento turístico das regiões. Financiados pelo Governo de Alagoas, por meio da Setur, e com o apoio da Corporação Andina de Fomento (CAF), os PDITS buscam identificar as necessidades turísticas das regiões e estruturar planos de ação que possam atender a demanda local em um período de 10 anos.

Segundo a secretária de Estado do Turismo de Alagoas, Bárbara Braga, a entrega do produto final dos PDITS consolida todo o trabalho desenvolvido pela Setur ao longo do ano com as regiões turísticas. “Os planos de ações foram desenvolvidos de acordo com a particularidade de cada região, o que torna o projeto palpável para os representantes locais desenvolverem as ações de curto, médio e longo prazo. Agora, é possível projetar políticas públicas para embasar qualquer plano de desenvolvimento sustentável dos municípios destas regiões”, ressaltou a secretária de Estado.

Diversas oficinas públicas participativas foram realizadas nas regiões Costa dos Corais, Caminho das Águas e Cânions do São Francisco desde 2022 com o objetivo de identificar as principais necessidades das regiões, avançando para a fase de discussão e elaboração dos planos de soluções destes problemas sempre com o viés da sustentabilidade.

Para a superintendente de Infraestrutura Logística para o Turismo da Setur, Sandra Villanova, é importante ressaltar a amplitude do termo “sustentável” nestes planos. “São levados em consideração não só o meio ambiente, mas também as questões socioambientais de cada município. É necessário desenvolver planos economicamente viáveis para o poder público e que sejam assertivos para as problemáticas diagnosticadas em cada região, além de respeitar toda a biodiversidade”, destacou a superintendente.

Com a conclusão das primeiras fases, foram elaborados documentos com centenas de páginas detalhando cada etapa do processo, desde o diagnóstico até os planos finais. Além das equipes da Setur, as discussões dos Planos de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável reúnem as Instâncias de Governança Regionais (IGR), o trade turístico e a comunidade local. Na Região Grande Maceió, o PDITS já foi iniciado e deve entregar o produto final em 2024.

Apresentação para empresários

Além da entrega dos PDITS, o evento será marcado pela apresentação do cenário fiscal e impacto das políticas públicas estaduais para o trade turístico de Alagoas. O objetivo é mostrar todas as iniciativas implantadas pelo Governo de Alagoas, seja na revisão das tributações ou incentivos fiscais, como também nos créditos que podem ser concedidos abaixo das condições do mercado financeiro.

Todas essas iniciativas têm trazido resultados positivos para o estado: o número de leitos na rede hoteleira de Alagoas cresceu 112,36% entre 2016 e 2023. Além disso, há previsão de inauguração de 16 novos hotéis, do litoral ao sertão do estado, até 2025.

Artigos relacionados
ALAGOAS

Alagoas foi o estado do Nordeste que mais reduziu a pobreza entre 2021 e 2023

Alagoas foi o estado do Nordeste que mais reduziu a pobreza, segundo levantamento realizado pelo Centro de Estudos para o…
ALAGOAS

Primeira reunião do Conetur define obrigações institucionais, finalidades e competências

O Conselho Estadual de Turismo de Alagoas (Conetur), que faz parte da estrutura organizacional da Secretaria de Estado do Turismo…
ALAGOAS

Pesquisa aponta que patrocínios do Governo a réveillons geram retorno de R$ 300 milhões

Uma pesquisa realizada pela Fundação Universitária de Extensão e Pesquisa (Fundepes) , contratada pela Secretaria de Estado do Turismo (Setur),…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :