Notícias

EUA prometem resolver esperas por vistos em meio à crescente demanda

A procura quase recorde significa que o Departamento de Estado dos EUA processou mais vistos para turismo e negócios este ano do que qualquer outro desde 2015 – mas essa procura também está por trás dos atrasos persistentes na obtenção desses vistos.

Os EUA emitiram quase 8 milhões de vistos para turismo e negócios durante o ano fiscal de 2023, mais do que em oito anos, e afirmaram que várias das suas embaixadas e consulados estabeleceram recordes de emissão de vistos. Os EUA não separam os vistos de turista dos vistos de negócios, mas este último inclui visitas aos EUA para conferências ou reuniões.

Embora o aumento seja uma boa notícia para o turismo nos EUA, os tempos de espera de mais de 500 dias para uma entrevista de visto para visitantes de primeira viagem ainda persistem em alguns mercados importantes – incluindo Índia, México e Colômbia – mesmo que tenham diminuído em média globalmente. de 200 dias a 130 dias.

“Essa é a baleia branca que precisamos enfrentar”, disse Julie Stufft, vice-secretária adjunta para serviços de vistos, durante uma mesa redonda com a mídia esta semana. 

Geoff Freeman, CEO da US Travel Association, deu crédito à administração Biden “por reconhecer as consequências econômicas dos longos tempos de espera para vistos e tentar novas abordagens para resolver o problema”.

“Os atrasos nos vistos de hoje estão desencorajando milhões de viajantes de visitar os Estados Unidos”, disse Freeman. “Continuaremos a trabalhar com o governo federal para resolver esta questão e esperamos que eles se juntem a nós na exigência de atrasos não superiores a 30 dias – tal como conseguido durante a administração Obama – em qualquer consulado do mundo.”

Stufft disse que o Departamento de Estado considerou 90 dias uma espera razoável para quem está começando e que a média caiu para 130 dias no ano fiscal de 2023 (o ano fiscal do departamento termina em outubro). 

Mas ela reconheceu que, embora a espera média “ tenha diminuído significativamente, seremos os primeiros a dizer que não diminuiu o suficiente”.

Para esse efeito, Stufft disse que o departamento estava a atacar o “punhado de postos” com tempos de espera persistentemente elevados nessa categoria, que em muitos casos também teve a maior produção de vistos do mundo, chegando mesmo a quebrar recordes. 

Artigos relacionados
Notícias

Inscrições estão abertas para processo seletivo da Embratur com cargos de níveis médio e superior

As inscrições para o processo seletivo da Embratur já estão abertas. São 40 vagas ofertadas para os cargos de analista…
Notícias

Anac monitora possíveis impactos do apagão cibernético ao transporte aéreo no país

Desde que houve o apagão cibernético global nesta sexta-feira, 19 de julho, a Agência Nacional de aviação Civil (Anac) intensificou…
Notícias

Comissão analisará contribuições da sociedade para aprimorar transporte aéreo de pets

Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e o Ministério de Portos e Aeroportos (MPor) lançaram uma comissão multidisciplinar para avaliar as demandas…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :