AEROPORTOS

Feriado movimenta aeroportos de todo o país

Vários brasileiros se preparam para fazer as malas e curtir o feriado prolongado de Corpus Christi, celebrado nesta quinta-feira, 30. E o desejo de viajar – muitas vezes favorecido pela possiblidade de esticar o descanso na sexta-feira e no final de semana – eleva o fluxo em aeroportos de todo o país. As concessionárias responsáveis pelas operações de terminais em todas as regiões do país projetam um intenso movimento entre o final do mês de maio e os primeiros dias de junho.

A circulação é maior na região Sudeste, que abriga alguns dos principais terminais do Brasil. Somente no Aeroporto de Guarulhos (SP), estimativas indicam a presença de 652 mil passageiros, contra os cerca de 640 mil registrados no mesmo período de 2023. Já na capital paulistana, Congonhas vai ser palco de um total de 2,6 mil pousos e decolagens, com capacidade de oferecer até 422,3 mil assentos nas aeronaves.

Também no Estado de São Paulo, em Campinas, o Aeroporto de Viracopos espera 289,5 mil passageiros, somando cerca de 2 mil voos. Entre os destinos mais procurados, destaque para capitais do Nordeste, do Centro-Oeste e do Norte do país. No Galeão, no Rio de Janeiro (RJ), a expectativa é de receber 188 mil viajantes a bordo de aproximadamente 1,2 mil voos, número 97% superior ao verificado no feriado de 2023.

O ministro do Turismo, Celso Sabino, ressalta que a movimentação impacta positivamente diversas atividades do setor. “Além das empresas aéreas, que têm uma alta demanda, este fluxo leva visitantes a diversos destinos nacionais, fazendo girar a economia de meios de hospedagem, bares, restaurantes e vários outros negócios. É o turismo contribuindo com um forte impulso à economia e à consequente geração de emprego e renda aos brasileiros”, observa.

Em Minas Gerais, o Aeroporto de Confins projeta mais de 155 mil passageiros, um aumento de 1,7% na comparação com igual período do ano passado. O fluxo deve mirar destinos habitualmente procurados como Porto Seguro (BA), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e Maceió (AL). Já em Brasília (DF), são esperados 200 mil passageiros e cerca de 1.500 voos, principalmente para as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Salvador.

As estimativas de alta também se aplicam a terminais do Nordeste, muito buscados nos feriadões. Em Recife (PE), haverá mais de 1,1 mil voos, um crescimento de 33% ante o Corpus Christi de 2023, com a oferta de 27,9 mil assentos nas aeronaves. Já na cidade de Fortaleza (CE) são esperados 78,3 mil passageiros e 574 voos, enquanto em João Pessoa (PB) a previsão é de 164 pousos e decolagens, número 52% maior que no mesmo período do último ano.

Infraero

Os 12 aeroportos geridos pela Infraero no país devem movimentar 109 mil passageiros, com um total de 1.038 voos, segundo programações informadas pelas companhias aéreas que operam nos terminais. No Santos Dumont (RJ), um dos que compõem a rede da estatal, são esperados 94,7 mil viagens em 842 pousos e decolagens. Já no Aeroporto de Jericoacoara (CE), o movimento deve atingir 24 voos e 3,1 mil turistas.

O Ministério do Turismo atua para incentivar o brasileiro a viajar mais pelo país. Uma das ações é o “Conheça o Brasil: Voando”, parceria junto ao Ministério de Portos e Aeroportos, à Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) e às principais companhias do setor. O programa envolve a oferta de “stopover”, a adesivagem de aviões com imagens de destinos nacionais e a divulgação de áudios nos aviões, estimulando visitas a atrativos do país.

Já o “Conheça o Brasil: Realiza” permite o acesso de correntistas do Banco do Brasil a uma linha de crédito voltada à aquisição de serviços turísticos, a partir de condições diferenciadas. O trabalho do MTur também engloba o “Conheça o Brasil: Cívico”. A iniciativa, que motiva estudantes, professores e pesquisadores a visitarem destinos conectados à história brasileira, tem um projeto-piloto desenvolvido em Brasília (DF) e cidades do entorno da capital federal.

Rio Grande do Sul

O Ministério do Turismo lembra que voos já adquiridos que tenham como destino final o Rio Grande do Sul, afetado por forte chuvas, podem ser remarcados sem taxas extras, havendo ainda direito a reembolso total. A regra da ANAC, que tem prazo de até um ano da data original da compra, se alinha à campanha “Não Cancele, Reagende!” do MTur, que sugere a reprogramação de visitas ao estado em outras datas, ao invés do cancelamento.

Artigos relacionados
AEROPORTOS

Air France aumenta número de salas VIP nos EUA

A Air France aumentará seu número de salas VIP nos EUA para seis com a inauguração de uma instalação no…
AEROPORTOS

Aeroporto Internacional de Belém tem melhor mês de maio de sua história

Com investimentos do Governo do Estado, o Pará se destaca com incremento da malha aérea, aumento da conectividade e o…
AEROPORTOS

Aeroporto de Caxias do Sul recebe autorização para receber voos internacionais não programados

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) publicou no Diário Oficial da União (DOU) a Portaria nº 14.831, de 17 de…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :