MEIO AMBIENTE

ICMBio, Azul e Embratur montam força-tarefa e resgatam duas onças no meio da Amazônia

As onças filhotes Naurú e Piatã foram resgatadas em Miritituba, distrito de Itaituba, no Pará, e levadas para a capital, Belém, onde vão receber tratamento adequado da equipe do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), em operação que também envolveu a Polícia Militar, a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur) e a Azul Linhas Aéreas. O voo que transportou os dois filhotes e os veterinários envolvidos na operação foi realizado na quinta-feira (4). 

Uma das duas pequenas onças foi encontrada no dia 24 de junho por trabalhadores de uma empresa portuária de Miritituba. O primeiro filhote era uma fêmea, mais tarde batizado de Naurú, que significa corajosa e guerreira em Tupi Guarani. Uma equipe da Polícia Militar de Miritituba recolheu o animal, e na volta para a base, foi informada que mais um filhote foi achado nas mesmas condições. A equipe retornou e resgatou o irmão, que ganhou o nome de Piatã, que significa fortaleza em Tupi Guarani. 

Apesar de estarem em bom estado de saúde, a equipe decidiu realizar o resgate pois os irmãos tinham apenas dois meses de vida e teriam pouquíssimas chances de sobrevivência, se permanecessem no local. Não há confirmação sobre o que aconteceu com a mãe, mas é possível que tenha sido caçada ou morrido após atropelamento. 

Como na região não havia nenhum Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) com condições de receber os animais, o ICMBio buscou apoio das instituições que pudessem atender a demanda. 

O Centro Amazônico de Herpetologia, localizado em Benevides, cidade que fica a 40 km de Belém e a mais de 1.300 km de Itaituba, foi a instituição mais próxima encontrada. O centro possui um recinto de 70 metros quadrados onde os filhotes de onça-parda serão tratados até terem condições de serem reintroduzidos na natureza. 

O ICMBio buscou o apoio da Embratur, que é parceira institucional em acordo de cooperação técnica de promoção turística dos parques nacionais. A Agência fez intermediação com a única companhia aérea que atua em Itaituba, a Azul Linhas Aéreas. Ao saber da situação, a empresa prontamente se ofereceu para realizar o transporte dos animais. A equipe do Instituto então providenciou todas as informações e documentação para que a missão pudesse ser realizada. 

“Agradeço imensamente à Azul por ter atendido, de pronto, ao nosso pedido de ajuda, para que o ICMBio pudesse dar seguimento à operação de resgate. Essa sinergia é uma demonstração de como estamos todos envolvidos no mesmo projeto de país. As onças agora terão todo o cuidado necessário para sobreviverem com saúde”, destacou o presidente da Embratur, Marcelo Freixo.

Gêmeas cuidando de gêmeos
Um fato curioso no caso é o das veterinárias Leana e Leandra, da Clínica Toca DiPets, de Itaituba. Elas apoiaram a equipe do ICMBio durante o período de espera entre o resgate e o transporte. Assim como Naurú e Piatã, elas são gêmeas. 

Sobre a espécie
A onça-parda (puma concolor) quando filhote apresenta pelagem dourada com pintas pretas, muito semelhante às onças pintadas. A espécie ocorre desde o Canadá até a Patagônia e, no Brasil, há registros em todos os biomas. 

A onça-parda também é conhecida como Suçuarana, onça-vermelha, bodeira e leão-baio. A espécie é considerada como “quase ameaçada”, conforme a avaliação do risco de extinção oficial. As informações sobre o estado de conservação dessa e de outras espécies da biodiversidade brasileira estão disponíveis na plataforma SALVE (salve.icmbio.gov.br). 

As principais ameaças à espécie são: supressão e fragmentação de habitat devido à expansão agropecuária, mineração e exploração de madeira para carvão, eliminação de indivíduos por caça, retaliação por predação de animais domésticos, queimadas (principalmente em canaviais) e atropelamentos.

Artigos relacionados
MEIO AMBIENTE

Começa no Brasil a temporada de observação de baleias

A observação de baleias no litoral do Brasil encanta milhares de turistas todos os anos, especialmente durante as férias de…
MEIO AMBIENTE

Alagoas Ambiental participa do encontro Território Sustentável

Com o propósito de promover um futuro mais verde e limpo, por meio de práticas inovadoras de tratamento de resíduos,…
MEIO AMBIENTE

ABEAR reforça importância da produção de SAF para descarbonização do setor aéreo

A presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), Jurema Monteiro, reforçou, no evento Piauí Infra Day, a importância da…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :