Geral

FPI NOS POSTOS DE SAÚDE

FPI NOS POSTOS DE SAÚDE

A 7ª edição da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) trouxe à tona um grande problema de saúde pública, que são as precárias condições dos postos de saúde nos municípios. Essas unidades, que deveriam cuidar da saúde da população, se transformaram, em sua maioria, em células transmissoras de doenças devido à falta de higiene nas suas estruturas físicas. Um dos problemas é com o transporte do lixo, que não é realizado corretamente. Muitos deles não têm a estrutura física adequada para ser unidade de saúde. São projetos arquitetônicos mal elaborados, sem ventilação, banheiros adequados e condições para atender idosos e pessoas com problemas de locomoção. A recomendação é para todos serem pintados e dedetizados, pelos menos semestralmente, e os servidores capacitados para ter cuidados especiais na limpeza dos prédios. Essa situação é uma prova de que os secretários municipais de Saúde não fiscalizam à destinação correta dos resíduos produzidos, que, geralmente, são colocados junto com o lixo comum. Todo dejeto de postos de saúde deve ter uma acomodação e transporte adequado. O trabalho realizado pela FPI também constatou a falta de licenciamento de hospitais, medicamentos vencidos em almoxarifados e dejetos hospitalares misturado com o lixo comum, em um total desrespeito com a saúde dos usuários e da população. Apenas em uma unidade de saúde a equipe comemorou a existência da estação de tratamento de efluentes. Essa situação tem colaborado para transformar os postos de saúde em postos de proliferação de doenças.

ARAPIRACA

Os moradores do conjunto residencial Brisa do Lago estão solicitando uma audiência pública na Câmara Municipal de Arapiraca para comunicar a volta da poluição aérea por parte do frigorífico Frigovale. Segundo o presidente da Associação de Desenvolvimento Comunitário, Pastor Marcelo, os problemas continuam ocorrendo. Segundo ele, a comunidade, agora, vai exigir providências mais enérgicas por parte dos órgãos ambientais e da Justiça para solução do problema.

ARAPIRACA 2

Segundo o pastor Marcelo, havia sido elaborado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para que a empresa cumprisse as exigências ambientais determinadas pela Justiça – que deveria ser fiscalizada pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA). Uma multa chegou a ser estipulada (R$ 5 mil) por dia que fosse detectado o odor exalado do Frigovale. Os moradores, agora, pensam em processar não só a empresa, como também o IMA, por omissão.

PESCA

A equipe aquática da FPI devolveu ao “Velho Chico” 30 mil espécies de camarão e peixe. Além disso, foram inspecionadas 121 embarcações, constatada a ausência de licença ambiental em dois grandes empreendimentos de piscicultura. A equipe encontrou atividade de carcinicultura dentro de uma Área de Proteção Ambiental (APA) e fez sete flagrantes de pesca de mergulho – prática proibida, por lei, nas águas do Rio São Francisco.

AGROTÓXICOS

A FPI flagrou a comercialização irregular de agrotóxicos em 33 estabelecimentos comerciais e interditou 626 kg desse tipo de produto. Na maioria dos casos, os fiscais da equipe de agrotóxicos e produtos perigosos encontraram a comercialização sem a receita agronômica ou mesmo a presença de um profissional habilitado para este fim.

ANIMAIS SILVESTRES

A FPI do São Francisco resgatou 2.232 animais silvestres de feiras livres e residências. Os animais passaram por um centro de triagem. Grande parte foi devolvido à natureza. A equipe fauna ainda encontrou, em um estabelecimento comercial, um filhote de raposa e um gato-do-mato, que receberão tratamento veterinário e, depois de um processo de adaptação, serão recolocados no meio ambiente.

CRÉDITO TURISMO

Desde 2003, o MTur articula com os bancos públicos linhas de créditos específicas para o setor, entre elas o Fundo Geral do Turismo (Fungetur). Junto ao BNDES, o Ministério do Turismo lançou, em 2010, o Programa ProCopa Turismo, destinada à reforma e construção de hotéis. Na ocasião, foram disponibilizados R$ 2 bilhões para a qualificação da rede hoteleira nacional, que à época se preparava para atender à demanda turística gerada pela Copa do Mundo.

CRÉDITO TURISMO 2

O ministro Marx Beltrão pediu apoio ao presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para criação de uma linha de crédito específica para o turismo, com condições diferenciadas de juros e garantias. A solicitação foi feita pelo ministro na última quarta-feira, que argumentou, junto ao presidente do BNDES, que a atividade turística brasileira é um grande gerador de empregos e renda e responsável pelo aquecimento da economia em várias regiões do País.

MARAGOGI

Na próxima segunda-feira, 12, Dia dos Namorados, a programação junina em Maragogi não vai deixar ninguém em casa, já que estará se apresentando Dorgival Dantas e Maciel Valente. No dia 13, tem banda brucelose com Gilson Neto e Geraldo Cardoso, que vão animar o dia do padroeiro de Maragogi, Santo Antônio.

POR MOZART LUNA

Artigos relacionados
CotidianoGeral

Câmara aprova requerimento de Thiago ML que pede reabertura da feira de gado em Arapiraca

Durante a primeira sessão da Câmara Municipal de Arapiraca, após o recesso parlamentar, o presidente Thiago ML apresentou requerimento solicitando…
Geral

Selo Turismo Responsável ajuda a posicionar destinos brasileiros como seguros

adoção de medidas de biossegurança nos empreendimentos e destinos turísticos se tornaram imprescindíveis diante da pandemia de Covid-19. Disponibilização de…
DestaquesGeral

Convocação: Encontro de secretários de turismo em Brasília

Os secretário de turismo do Brasil estão sendo convocados pela Associação Nacional de Secretários e Dirigentes de Turismo (Anseditur) para…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :