ALAGOAS

Governo usará recursos do Fundo Penitenciário e ampliará vagas no sistema prisional

Governador Renan Filho anunciou que recursos serão aplicados na ampliação do número de vagas e na compra de equipamentos para o sistema prisional alagoano
Texto de Severino Carvalho

O Estado de Alagoas já está pronto para utilizar os cerca de R$ 42 milhões do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) liberado pelo governo federal. A afirmação foi feita pelo governador Renan Filho, na manhã de segunda-feira (26), durante a solenidade de lançamento da construção do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DRN), na Chã de Bebedouro.

 

De acordo com o governador, os recursos serão aplicados na ampliação do número de vagas e na compra de equipamentos para o sistema prisional alagoano. A meta é elevar em mais de 50% a disponibilidade de vagas.

 

“O governo federal disponibilizou esses recursos e nós já estamos prontos para ampliar o número de vagas do sistema prisional alagoano e para comprar equipamentos que vão permitir que o Estado melhore o funcionamento do sistema prisional, como, por exemplo, a aquisição de detectores de metal”, declarou Renan Filho.

 

O governador recordou que, até o final de 2016, a União jamais havia liberado os recursos do Fundo e só o fez após as rebeliões e mortes ocorridas nos presídios do Norte do País e no Rio Grande do Norte, motivadas pela disputa entre facções criminosas.

 

O governo federal autorizou, então, no final do ano passado, a liberação de R$ 1,2 bilhão do Funpen para investimentos na construção de presídios e modernização do sistema prisional nos estados e no Distrito Federal.

 

“Quando o governo federal libera o dinheiro, você tem de fazer o projeto, aprovar, viabilizar a licitação das obras para iniciar. Alagoas é um dos três estados do Brasil que já aprovaram esses projetos. É um recurso importante e nós vamos utilizá-lo”, relatou o governador.

 

Renan Filho pretende abrir 300 novas vagas no Presídio de Segurança Máxima, que se somarão a outras 700 já entregues, o que representará um acréscimo de mais de 50% na disponibilidade de vagas no curto período de dois anos e meio.

 

“Vamos ampliar o Cadeião, melhorar o Baldomero Cavalcante e assim ofertar praticamente mil novas vagas no sistema prisional, além de melhorar o seu funcionamento com novos equipamentos”, informou.

 

Levantamento divulgado em janeiro pela ONG Contas Abertas apontou que o Funpen, administrado pelo Ministério da Justiça, conta, ainda, com R$ 2,4 bilhões em recursos disponíveis.

 

“Seria sempre bom que o governo federal liberasse mais esses recursos do Fundo, que poderiam ajudar muito os estados, principalmente os que tiveram mais problemas nessa crise do sistema prisional nacional que, graças a Deus, não chegou a Alagoas”, acrescentou Renan Filho.

 

Artigos relacionados
ALAGOAS

Severino Pessoa volta a se reunir com ministro da Cidadania em busca de recursos para AL

O deputado federal Severino Pessoa (Republicanos/AL) voltou a se reunir com o ministro da Cidadania, João Roma Neto, a quem…
ALAGOAS

Destino Alagoas é destaque no concurso nacional Beleza Plus Curvy Models Brasil

O destino Alagoas é destaque em um dos maiores concursos de beleza nacional, o Miss Pluss Models Brasil, que vai…
ALAGOAS

IGPS: alunos da rede municipal de Piranhas são beneficiados com exames oftalmológicos

Os alunos das escolas municipais Antônio Brandão e Luiz Tertuliano em Piranhas serão beneficiados com mais uma ação social do…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :