DestaquesExperiências

Brasil avança nas trilhas de longo curso, conectando paisagens do país

Na semana em que se comemora o Dia Nacional do Meio Ambiente, em 5 de junho, o Ministério do Turismo destaca os avanços alcançados pela Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso e Conectividade. A Rede, criada por voluntários da sociedade civil em parceria com os ministérios do Turismo e do Meio Ambiente, além do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), tem o objetivo de conectar paisagens e ecossistemas brasileiros para promover a estruturação e a ampla visibilidade da oferta turística de natureza no país.

Atualmente, 120 trilhas localizadas em 390 Unidades de Conservação (UC) do Brasil fazem parte do projeto e 5.500 quilômetros já foram sinalizados. As trilhas são identificadas com um símbolo de “pegadas” amarelas e pretas e podem ser percorridas a pé, de bicicleta ou utilizando outros modos de viagem não motorizados. A meta do RedeTrilhas é chegar a 10.500 km nos próximos cinco anos, consolidar a identidade visual da rede e movimentar o turismo em mais de 2 milhões de pessoas anualmente.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destaca que atrativos em meio à natureza serão cada vez mais procurados pelos turistas, por serem ambientes abertos e longe de aglomerações. “No cenário pós-pandemia, as pessoas vão cada vez mais em busca de destinos de natureza para se reconectarem com o meio ambiente e pela segurança que esses locais proporcionam. É um segmento de extremo potencial. Não há nada como o nosso país para o ecoturismo. Temos seis biomas incríveis que precisam ser valorizados e conhecidos pelos brasileiros e por turistas internacionais”, ressaltou o ministro.

Recentemente, foi inaugurada a sinalização de um trecho da trilha carioca Trans Cabo Frio, composta por sete trilhas locais, que totalizam 53 quilômetros. Durante a caminhada, que acontece dentro do Parque Estadual da Costa do Sol, é possível conhecer atrativos como a Ilha do Japonês, o Farol da Lajinha, a Praia Brava, a Caverna dos Escravos e a Ponta do Chapéu.

Também neste ano, os 330 quilômetros do Caminho de Cora Coralina passaram a integrar a RedeTrilhas. O percurso passa pelas cidades históricas de Corumbá de Goiás, Pirenópolis, São Francisco de Goiás, Jaraguá e a Cidade de Goiás, abrangendo também os municípios de Cocalzinho de Goiás, Itaguari e Itaberaí.

O secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França, pontua que as trilhas são de extrema importância para o desenvolvimento econômico de toda a região onde estão localizadas. “Muitas vezes são necessários alguns dias para realizar as trilhas e isso movimenta toda a cadeia produtiva da região, como hospedagens, comércio, bares e restaurantes, além de ser uma oportunidade para conhecer outros atrativos turísticos das cidades próximas”, comenta França.

TRILHAS SINALIZADAS – Entre as trilhas já sinalizadas, estão o Caminho da Serra do Mar (RJ), a Transcarioca (RJ), a Transmantiqueira (RJ/MG/SP), a Rota Darwin (RJ-PE), a Rota Guarumã (PA) e o Caminho das Araucárias (RS/SC), que integram o corredor Litorâneo; o Caminho de Cora Coralina (GO), os Caminhos do Planalto Central, o Caminho dos Veadeiros e o Caminho da Floresta Nacional de Brasília, que fazem parte do Caminhos dos Goyases; a Trilha Chico Mendes (AC); a Rota dos Pioneiros (PR) e a Transespinhaço (MG).

REDETRILHAS – Instituída em 2018, a RedeTrilhas é composta por percursos que ligam diferentes biomas de Norte a Sul do país. A medida tem o objetivo de reconhecer e proteger rotas pedestres de interesse natural, histórico e cultural, além de sensibilizar a sociedade para a importância do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (Snuc).

site oficial do projeto reúne informações detalhadas sobre cada trilha, servindo de guia para os visitantes.

ADESÃO – As propostas de adesão de trilhas de longo curso à RedeTrilhas devem ser apresentadas ao Ministério do Meio Ambiente em meio físico ou enviadas para o e-mail redetrilhas@mma.gov.br. Elas podem ser encaminhadas por órgãos públicos, organizações da sociedade civil ou entes privados, de acordo com os requisitos para adesão estabelecidos na Portaria Conjunta MMA/MTur/ICMBio nº 500, de 15 de setembro de 2020.

Por Vanessa Castro

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Artigos relacionados
Destaques

Disney revela detalhes sobre show da Pequena Sereia no Hollywood Studios

 Quando “A Pequena Sereia – Uma Aventura Musical” estrear ainda este ano no Disney’s Hollywood Studios, a produção combinará artistas…
Destaques

Roadshow promove Destino Paraíba em três cidades do Nordeste

O Governo da Paraíba, por meio da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), e da Secretaria de Estado do Turismo e…
Destaques

Country Bears estarão tocando novamente na Disney World

O Country Bears Musical Jamboree será reaberto no Walt Disney World Resort em 17 de julho, anunciou a Disney na…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :