CIA AÉREAS

Exploração: Companhias aéreas nacionais aumentam passagem em 21% e internacionais reduzem 23%

Enquanto as tarifas aéreas internacionais tiveram queda, as domésticas aumentaram em 21% neste segundo trimestre do ano em relação a 2020, um indicativo de que as companhias aéreas brasileiras estão se aproveitando do bom movimento da retomada do turismo e explorando os brasileiros. Está mais barato viajar para Lisboa pela TAP do que pela Latam para São Paulo.

A companhia aérea Latam é apontada como a que mais subiu os valores dos bilhetes comercializados (21,3%), e as tarifas da Azul e da Gol registraram alta de 18,6% e 15%, respectivamente.

Vale lembrar que as companhias aéreas foram beneficiadas com a MP que prorrogam o reembolso das passagens compradas durante a pandemia, o que transformou o dinheiro do consumidor em Capital de Giro das companhias aéreas brasileiras. Em alguns casos, a medida salvou algumas companhias aéreas brasileiras da falência graças a MP editada. 

O Relatório Tarifas Aéreas Domésticas, realizado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para o segundo 2º tri de 2021. Isto ocorre paralelamente a um aumento do preço do combustível de aviação (QAV) em 91,7%, na comparação com o mesmo período do ano anterior, e a um crescimento maior da demanda em relação à oferta, mas isto não justifica o aumento acima da inflação já que a quantidade de voos e de passageiros aumentou 150% em relação a 2021, o que dá de sobra para cobrir os custos com combustível.

Mercado Internacional

As tarifas aéreas internacionais em médias de ida e volta na classe econômica para todos os continentes, exceto para a África, registraram queda, aponta o Relatório Tarifas Aéreas Internacionais ano 2020. Entre os fatores da redução dos voos e de rotas se dá devido às restrições de entrada de brasileiros em outros países, e a diminuição da quantidade de passageiros embarcados em 71,6%, na comparação com o ano de 2019.

Na comparação com 2019, a queda na tarifa média dos voos do Brasil para a América Central em 2020 foi de 10,2%, e o valor médio das tarifas em dólares americanos atingiu US$ 650. Para os voos ligando a América do Norte, a queda foi de 23,2% e a tarifa média ficou em US$ 566. As ligações entre a América do Sul registraram queda de 16,6% e tarifa média de US$ 260.

Já os voos do Brasil para Europa a queda chegou a 15,3%, com valor médio de passagens a US$ 730. Para Ásia a redução é de 13,4% e tarifas médias de US$ 949. Em relação ao continente Africano, houve alta de 18% nas tarifas.

Artigos relacionados
CIA AÉREAS

Itapemirim Transportes Aéreos recebe sua sexta aeronave

Airbus A320 da companhia decolou nesta sexta-feira (17) de Athenas (Grécia) e deve pousar em São José dos Campos na…
CIA AÉREASSem categoria

CEO da TAP confirma voos para o Brasil e Estados Unidos e reconhece importância para sobrevivência da empresa.

A CEO da TAP, Christine Ourmières-Widener, confirmou na última terça-feira no Parlamento Português, que a companhia aérea vai operar voos…
CIA AÉREAS

CEO da TAP acredita que empresa vai injetar 10 milhões de euros na economia portuguesa

A TAP terá um impacto de mais de 10.000 milhões de euros no Produto Interno Bruto (PIB) português até 2030,…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :