NEGÓCIOS

Brasil e Paraguai assinam plano de ação para ampliar experiências sobre turismo

Brasil e Paraguai, juntos, promovendo capacitação e intercâmbio profissional para quem atua no turismo. Esse é o objetivo do Plano de Ação Conjunto (2024-2025) assinado em Assunção, no Paraguai, pelos ministros do Turismo do Brasil, Celso Sabino, e do Paraguai, Angie Melilo. A parceria terá a vigência de dois anos e possibilitará a troca de conhecimentos e de experiências de gestão da atividade turística entre os dois países.

Além de apresentar iniciativas como o Código de Conduta Brasil; as cartilhas de orientação ao atendimento de visitantes idosos, LGBTQIA+, com deficiência e/ou mobilidade reduzida e os Destinos Turísticos Inteligentes (DTI), o Brasil possibilitará aos paraguaios o acesso a cursos disponíveis na Plataforma Qualifica Turismo do MTur, que tratam de acessibilidade.

“Estamos muito entusiasmados com essa aproximação, o Paraguai é um parceiro de primeira hora. Não só por nossas relações diplomáticas, não só por nossa proximidade, mas, sobretudo, pela relação que têm hoje os ministros do Turismo do Brasil e do Paraguai, que é muito próxima”, comemorou o ministro Celso Sabino.

Conforme o Plano de Ação, o Paraguai vai ofertar oportunidades de formação focadas em temáticas como a prevenção à exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo; turismo responsável, principalmente ligado às comunidades tradicionais e povos indígenas; sustentabilidade; projetos de economia circular e resíduo zero no turismo.

A ministra do Turismo do Paraguai agradeceu ao Brasil pela parceria. “O Paraguai tem muito a aprender com os êxitos compartilhados por vocês. Então, a possiblidade que este acordo nos proporciona de poder capacitar a nossa equipe técnica é muito importante para melhorar cada vez mais o nosso rendimento e ampliar conhecimentos e capacidades”, apontou Angie Melilo.

Além de capacitações, a iniciativa conjunta entre Brasil e Paraguai prevê o intercâmbio de servidores e colaboradores; de materiais técnicos e a prestação de assessoria mútua, permitindo o compartilhamento de projetos bem-sucedidos de gestão do turismo. O objetivo é gerar ações integradas que aprimorem a parceria entre os dois países.

Ainda no Paraguai, o ministro Celso Sabino participou da 30ª Reunião de Ministros do Turismo do Mercosul. O encontro abordou pautas a exemplo da promoção da Marca Visit South America, desenvolvida pela Embratur e que une Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai. Sabino defendeu a adoção de ações conjuntas no sentido de divulgar a Marca em feiras internacionais do setor.

“O Brasil está muito animado com os novos tempos do turismo global. O mundo hoje está focado em nossa região. O mundo hoje preocupa-se com sustentabilidade, a preservação do meio ambiente. E nós temos tudo o que eles querem. Vamos, sem dúvida alguma, transformar essa vontade global por nossos atrativos em uma grande junção, que vai permitir o desenvolvimento do turismo, da economia. E vamos juntos fazer que o nosso turismo seja um grande propulsor de empregos, de renda e de distribuição democrática de riqueza no nosso Mercosul”, comentou o ministro brasileiro na abertura do encontro.

A Reunião de Turismo do Mercosul também engloba a discussão de assuntos a exemplo de avanços na Rede Latino-Americana de Governos para a Atração de Investimentos; da definição de roteiros turísticos de natureza integrados; da facilitação turística em fronteiras terrestres e da promoção do Caminho dos Jesuítas da América do Sul, que congrega atrativos históricos de Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai.

Artigos relacionados
NEGÓCIOS

ABEAR: malha aérea de julho terá crescimento de 10,62% no Nordeste

A oferta de voos domésticos na temporada de férias escolares, em julho, terá crescimento de 10,62% na Região Nordeste, em…
NEGÓCIOS

Entrada de turistas estrangeiros no Brasil cresce 14,8% em maio na comparação ao mesmo período de 2023

mundo voltou a olhar o Brasil e reconhecer seu potencial turístico. É o que demonstra o mais recente dado de…
NEGÓCIOS

Mexicana de Aviación encomenda 20 jatos E2 da Embraer

A Mexicana de Aviación, companhia aérea estatal do México, fez um pedido de 20 jatos E2 da Embraer (NYSE: ERJ;…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :