Notícias

Concessionárias pedem padronização nos aeroportos

Unificar os padrões nas ações de procedimento nos aeroportos é um pedido das concessionárias. As companhias aéreas e aeroportos da América Latina e do Caribe querem dos governos da região que alinhem suas ações contra a Covid-19 de forma que o transporte aéreo tenha uma retomada clara, rápida e coordenada. Isto inclui minimizar os requisitos de quarentena para os viajantes, permitindo a recuperação efetiva na indústria da aviação e turismo. O transporte aéreo hoje já opera em altos níveis de protocolos em biossegurança.

“Passamos de recomendações conceituais à implementação de ações concretas, adotadas pelo Conselho da Organização da Aviação Civil Internacional (Oaci) e contidas em documento intitulado ‘Decolagem: guia para viagens aéreas após a crise de saúde pública da Covid-19’, elaborado pela Força-Tarefa de Recuperação de Aviação (Cart), por meio de consulta com países e organizações regionais, vinculadas aos critérios da Organização Mundial da Saúde (OMS) e grupos-chave da indústria”, diz a Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo (Alta).

O relatório de Iata, Aci-Lac e Alta representa um marco na abordagem do impacto da pandemia no sistema de transporte aéreo global, com o objetivo de retomar as viagens de maneira segura e sustentável. Também estabelece medidas de mitigação que devem ser implementadas para reduzir o risco à saúde pública de passageiros e trabalhadores da aviação.

“O impacto da crise atual está sendo devastador para os países e seus setores essenciais. Restaurar a confiança do público nas viagens aéreas não só ajuda a viabilizar este setor que está parado há mais de cinco meses, como também traz benefícios ainda maiores na esfera social e econômica dos países”, informa a associação

“A Alta, Airport Council International/América Latina e Caribe (ACI-LAC), a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) e todas organizações que representam aeroportos e companhias aéreas na região desenvolveram iniciativas, endossadas pela OACI. Agora precisamos que os governos implementem estas recomendações rapidamente, porque o mundo quer viajar de novo e necessita que a indústria de transporte aéreo desempenhe um papel fundamental na recuperação econômica. O setor está pronto para religar os motores, mas precisamos trabalhar em conjunto com os governos para garantir que nos permitam decolar com informações claras e ações alinhadas”, finaliza a Alta.

Artigos relacionados
Notícias

Vistos para os Estados Unidos retomam a ser realizados em novembro

Os Estados Unidos vão retomar a emissão de vistos para brasileiros. A embaixada norte-americana liberou, em seus postos consulares, mais…
BLOG DO MOZART LUNANotícias

Eventos de turismo com pouca participação, devido a calendário "apertado"

A primeira experiência da Brazil Yravel Markett (BTM) em Fortaleza, segundo participantes do evento, não teve os resultados esperados, mesmo…
Notícias

Westmont Institute of Tourism & Hospitality, a universidade da hospitalidade e turismo

O Westmont Institute of Tourism & Hospitality (WiTH) fundado pela Nova SBE em parceria com o Westmont Hospitality Group tem o objetivo de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :